Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: Junho 2016 Google+

quinta-feira, 30 de junho de 2016

Robô advogado venceu 160.000 apelações contra multas de trânsito

Um chatblot criado por um estudante de 19 anos já conseguiu vencer 160 mil contestações relacionadas a multas de trânsito em Londres e Nova York dentro do período de 21 meses.

É o DoNotPay, que ganhou o apelido de “primeiro robô advogado do mundo” por auxiliar motoristas que se sentem injustiçados por levar multas de estacionamento proibido. Desde seu lançamento, o sistema já analisou 250 mil casos, tendo obtido uma taxa de sucesso de 64%.

Joshua Browder, o estudante responsável pelo DoNotPay, teve a ideia por ter levado 30 multas do tipo nos arredores de Londres quando tinha 18 anos. Como o processo de contestação é burocrático e consiste basicamente em preencher formulários, o uso da inteligência artificial cai perfeitamente, porque tudo o que o robô precisa fazer é perguntar coisas como se havia sinais claros de estacionamento e depois guiar o reclamante pelo sistema oficial.

De acordo com o VentureBeat, Browder pensa em expandir o DoNotPay para Seatle e já começou a desenvolver sistemas semelhantes para ajudar pacientes com HIV a entender seus direitos e para auxiliar passageiros cujos voos atrasaram mais de quatro horas a pedir compensações. Em outra frente, ele trabalha em um bot que ajuda refugiados a pedir asilo.

“Eu acho que existe uma mina de ouro de oportunidades, porque tantos serviços e informações poderiam ser automatizados usando IA e bots são perfeitos para isso. E é desapontador neste momento que eles têm sido usados principalmente para transações comerciais e para pedir flores e pizzas”, diz ele.


30 de junho: Dia do Caminhoneiro

Trafegam pelas estradas brasileiras cerca de dois milhões de caminhoneiros. Eles transportam 60% da carga movimentada no país. Talvez por isso gostem de dizer: “O caminhoneiro toca o Brasil pra frente”.
Oficialmente, 30 de junho é o Dia do Caminhoneiro. Muita gente, contudo, comemora em 25 de julho, Dia do Motorista. As datas comemorativas são valorizadas por este profissional, que passa muito tempo longe de casa, às vezes viajando semanas sem parar.
A partir do segundo semestre de 2007, o Programa Na Mão Certa começou a divulgar uma série de materiais didáticos em educação continuada visando sensibilizar o caminhoneiro para temas importantes: direitos humanos, cidadania, saúde e segurança e o enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes nas rodovias brasileiras.
Nesse processo a participação das empresas foi fundamental. O objetivo era tornar os motoristas os principais aliados do Pacto Empresarial Contra a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes nas Rodovias Brasileiras, de maneira que sejam importantes agentes de proteção e transformação social. Afinal, eles conhecem as estradas melhor do que ninguém.
Fonte: www.namaocerta.org.br

quarta-feira, 29 de junho de 2016

29 de junho - Dia do Dublador

Dia do Dublador
O interior e o exterior da sala de gravação
em estúdio de dublagem de voz.
A dublagem é o processo de gravação e substituição de vozes em um produto de cinema ou televisão de produção após seu lançamento original. O termo geralmente referindo-se a substituição do diálogo falado pelos atores em uma linguagem de outros diálogos idênticos original na outra língua.

A dublagem também é descrito como o processo de reescrever linhas de diálogo falado por um "ator" na produção original, e deve ser substituído para melhorar a qualidade de áudio ou refletir as mudanças de diálogo. A música também é dobrada em um filme após a edição estiver completa. Filmes, vídeos e, por vezes, os jogos de vídeo são dublados no idioma local para o mercado externo. Dublagem é comum em filmes lançados nos cinemas, programas de TV, desenhos animados e anime como dada a sua distribuição externa.


Crítica e defesa da dublagem

A dublagem tem muitos detratores, especialmente em países onde esta prática não é comum. Os opositores da prática argumentam que desvaloriza filmes ou programas de televisão. Em alguns casos, a dublagem pode tornar o filme menos autêntico. Em casos de má qualidade a sincronização dos movimentos dos lábios dos personagens quando se fala se perdem.

A dublagem que mantêm legenda no subtítulo há uma redução significativa do texto original e confunde o observador, uma vez que não pode ser totalmente envolvido com a imagem do filme a ser declive legendados , e existem várias pessoas que não sabem ler legendas e até mesmo pessoas saudáveis que, por problemas de visão ou a idade, a legenda se torna um problema.

Em muitos países da Europa, algumas pessoas afirmam que a tradução criativa (não necessariamente fiel às palavras Inglês originais) pode ou não trazer mais diversão para os filmes mas esquecendo o verdadeiro significado da tradução. Na Hungria, é comum para os tradutores que o texto húngaro rime em seriados e desenhos animados com renomados artistas locais, que fornecem as vozes para ler. O exemplo mais famoso é talvez o da série de animação “Os Flintstones”, com todo o seu texto húngaro em rimas.

Referências

1. ? Jorge Diaz Cintas, Teoria e prática da legendagem. Inglês-Espanhol. , Barcelona: Ariel, 2003, p. 67
Fonte: es.wikipedia.org

29 de junho - Dia do Pescador

Dia 29 de junho é o Dia de São Pedro, o apóstolo pescador e que também é padroeiro dos pescadores. Por isto, a data foi escolhida para comemorar o dia do pescador.
Pescador não é só bom de história. É aquele sujeito que conhece a natureza, entende o mar, sabe olhar para a lua e ver a maré que vem. Antes do sol nascer, lá vai ele com seu barco pesqueiro e pára onde sabe que dá peixe - sabe direitinho onde a pescaria é boa. Quando o dia é bom, traz alimento para a família e ainda garante o sustento da casa com o que consegue vender.
Este personagem - o pescador que vive de sua própria produção - é bastante comum no nosso país. Muitos vivem em praias paradisíacas e pouco habitadas; nos feriados e nas altas temporadas, costumam ganhar bem mais do que a média anual. Porém, a subsistência destes trabalhadores pode estar ameaçada pela pesca esportiva de pessoas sem licença e sem consciência ambiental, que pescam quantidades superiores à permitida; a poluição das águas também compromete a vida dos peixes e conseqüentemente a dos pescadores.
Portanto, além de cuidar e entender a natureza, o pescador precisa que todos sua volta façam o mesmo. Afinal, ele é um dos que sentem na pele como o equilíbrio da natureza é também o equilíbrio do homem.

Tipos de pesca

Um bom pescador
Aquele que pesca de verdade, não o que só sabe contar história - deve dominar algumas técnicas. É um hobby bastante simples, mas para tudo tem um segredo: tem a isca certa, a escolha dos equipamentos, técnicas de arremesso, tipos de nós usados na pescaria, os melhores locais e horários, quais os pontos de pesca de cada região, entre outros. É preciso saber também distinguir os peixes, e saber onde encontrá-los e o tamanho certo para fisgá-los. Afinal, pescar filhotes não é uma boa idéia: além de render pouco, ainda não tiveram tempo de se reproduzir e, em grande escala, sua pesca pode comprometer a quantidade de peixes do local.
Existe a pesca artesanal, exercida pelo proprietário do meio de produção - sozinho, em parceria ou sociedade. E existe também a pesca empresarial, que contrata terceiros e geralmente é feita em embarcações. Enquanto esta é voltada a processos industriais e à exportação, a pesca artesanal é responsável pelo abastecimento do mercado interno.

Dentro da lei!

Existem atualmente vários tipos de pesca. Em locais fechados, como os clubes e parques próprios, há regras específicas. Mas, para quem quer pegar seu barquinho e se aventurar pelos rios por aí, é bom saber que a pesca ao ar livre exige um documento: a licença de pescador amador. Ela serve para controlar a atividade nas regiões do Brasil e quem for pego pela fiscalização pescando sem a carteirinha deve pagar uma multa de R$ 41 por quilo.
A licença obriga o pescador amador a pescar unicamente com caniço simples, caniço com molinete ou carretilha, utilizando linha de mão e anzóis simples ou múltiplos, com isca natural ou artificial, puçá e tarrafa (esta última somente no mar). Há um limite de captura e um tamanho mínimo.
A fiscalização da pesca, realizada pela Feema, pelo Ibama, por policiais florestais e ONGs diversas também serve para evitar que se pesque na época da piracema. A piracema é o período de reprodução dos peixes, quando as fêmeas vão para as margens dos rios desovar. É, portanto, uma época delicada e por isto a pesca é proibida, sendo permitida apenas a pesca científica e ribeirinha, para subsistência de pequenas comunidades. Quem for autuado pela fiscalização pescando na época da piracema deve pagar uma multa de R$ 69 por quilo pescado.
Para conseguir a licença para a pesca amadora, você pode se informar nas agências do Banco do Brasil, da Caixa Econômica Federal ou dos Correios.

Pesque e solte!

Pesque e solte! Este é o lema de quem vê a pescaria como um ótimo esporte de integração com a natureza, em que o importante são as táticas, estratégias e contato com o meio ambiente. Não vale mais aquela filosofia de contar vantagens; quantos peixes foram pescado ou qual o tamanho deles.
O que importa é cada peixe, como foi pescado, as emoções que trouxe, a luta para tirá-lo da água. Um bom pescador, na hora de soltar o peixe que pegou, sabe que ele precisa estar em boas condições de voltar para a água, sem ferimentos e pronto para continuar nadando. É melhor pescar um peixe, com habilidade, do que vários, com truques.
Alguns peixes exigem paciência e um aprendizado especial. Para outros, os acessórios utilizados vão determinar em grande parte o sucesso do empreendimento. Pescadores modernos lançam mão de iscas artificiais de vários formatos, cores, odores, sabores, sensibilidade e elasticidade. Isto porque as iscas artificiais facilitam a retirada do peixe do anzol, para sua devolução à água; também aumentam a sobrevida do peixe, porque não são engolidas, ao passo que as iscas naturais são - e assim o anzol fica alojado no estômago do peixe.
As varas também ganham novas tecnologias, assim como os chumbos e anzóis. A retirada do anzol é o principal cuidado que o pescador deve tomar quando for devolver o peixe. Quando o anzol não se fixa em áreas importantes, como as brânquias e o intestino, o peixe provavelmente sobreviverá. Nos casos mais graves, é melhor cortar a linha e deixar o anzol no peixe, porque retirá-lo diminuiria suas chances de sobreviver.
É importante também evitar a manipulação; logo que o peixe sai da água, o pescador deve retirá-lo rapidamente do anzol e devolvê-lo, pois este momento entre a captura e a soltura é causador de muita tensão para o peixe. Nesses momentos, o peixe libera hormônios e altera toda sua química interna num processo estressante que, quando muito longo, reduz suas forças e imunidade. Isto aumenta a possibilidade de um peixe solto depois de muita luta morrer por infecção.
Fonte: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

29 de Junho - Dia de São Pedro

Inicialmente um pobre pescador da Galiléia nascido em Betsaida, às margens do rio Jordão, junto ao lago de Genesaré, que se tornou discípulo de Jesus, conhecido como o Príncipe dos Apóstolos, e tido como fundador da Igreja Cristã em Roma e considerado pela Igreja Católica como seu primeiro Papa (42-67). Ignora-se a precisa data de seu nascimento e as principais fontes de informação sobre sua vida são os quatro Evangelhos (Mateus, Marcos, Lucas e João), onde aparece com destaque em todas as narrativas evangélicas, os Atos dos Apóstolos, as epístolas de Paulo e as duas epístolas do próprio apóstolo.

Filho de Jonas, da tribo de Neftali, e irmão do apóstolo André, seu nome original era Simão e na época de seu encontro com Cristo morava em Cafarnaum, com a família da mulher (Lc 4,38-39). Pescador, tal como os apóstolos Tiago e João, trabalhava com o irmão e o pai e foi apresentado a Jesus, em Betânia, por seu irmão que já era discípulo de São João Batista e lá tinha ido conhecer o Cristo, por indicação de São João.

No primeiro encontro Jesus o chamou de Cefas, que significava pedra, em aramaico, determinando, assim, ser ele o apóstolo escolhido para liderar os primeiros propagadores da fé cristã pelo mundo. Jesus, além de muda-lhe o nome, o escolheu como chefe da cristandade aqui na terra: "E eu te digo: Tu és pedra e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. E eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares sobre a terra, será ligado também nos céus" (Mt. 16: 18-19). Convertido, despontou como líder dos doze apóstolos, foi o primeiro a perceber em Jesus o filho de Deus. Junto com seu irmão e os irmãos Tiago e João Evangelista, fez parte do círculo íntimo de Jesus entre os doze, participando dos mais importante milagres do Mestre sobre a terra.

Teve, também, seus momentos controvertidos, como quando usou a espada para defender Jesus e na passagem da tripla negação, e de consagração, pois foi a ele que Cristo apareceu pela primeira vez depois de ressuscitar. Após a Ascensão, presidiu a assembléia dos apóstolos que escolheu Matias para substituir Judas Iscariotes, fez seu primeiro sermão no dia de Pentecostes e peregrinou por várias cidades.

Fundou as linhas apostólicas de Antioquia e Síria (as mais antigas sucessões do Cristianismo, precedendo as de Roma em vários anos) que sobrevivem em várias ortodoxias Sírias. Encontrou-se com São Paulo, em Jerusalém, e apoiou a iniciativa deste, Paulo de Tarso, de incluir os não judeus na fé cristã, sem obrigá-los a participarem dos rituais de iniciação judaica.

Após esse encontro, foi preso por ordem do rei Agripa I, encaminhado à Roma durante o reinado de Nero, onde passou a viver. Ali fundou e presidiu à comunidade cristã, base da Igreja Católica Romana, e, por isso, segundo a tradição, foi executado por ordem de Nero.

Conta-se, também, que pediu aos carrascos para ser crucificado de cabeça para baixo, por se julgar indigno de morrer na mesma posição de Cristo Salvador. Seu túmulo se encontra sob a catedral de S. Pedro, no Vaticano, e é autenticado por muitos historiadores. É festejado no dia 29 de junho, um dia de importantes manifestações folclóricas, principalmente no Nordeste brasileiro.

Os outros apóstolos eram

André (~ 5 a. C. - 100) , o primeiro Pescador de Homens, irmão de Pedro 
João (~ 8 - 105), o apóstolo bem-amado 
Tiago (~ 5 a. C. - 42), o Maior, irmão de João 
Filipe ( ~ 8 - 95 ), o místico helenista 
Bartolomeu ( Século I ), o viajante 
Tomé (~ 3 - 53), o ascético 
Mateus ou Levi (~ 5 a. C. - 90 ), o publicano 
Tiago (~ 0 - 62), o Menor 
Judas Tadeu ( ~ 10 a. C. - 70 ), o primo de Jesus 
Simão ( ~13 a. C. - 107), o Zelota ou o Cananeu 
Judas Iscariotes (~ 0 - 29 d. C.), o traidor
Fonte: www.dec.ufcg.edu.br

terça-feira, 28 de junho de 2016

As Campanhas Publicitárias em ônibus mais criativas que você já viu


Quando alguém escolhe estudar comunicação social — ou publicidade e propaganda, na maioria das vezes esta pessoa é criativa. Você já deve ter ouvido falar que os publicitários brasileiros, por exemplo, estão entre os mais criativos do mundo, mas lá fora há também muitos publicitários criativos.

Encontramos uma série de campanhas publicitárias criadas em ônibus que exigiram muita criatividade dos autores. Algumas tão bem boladas que chega a ser surpreendente tamanha criatividade. São 24 imagens muito legais, e tem campanha brasileira também no meio! Veja a seguir:

1.

2.

3.

4.

5.

6.

7.
>
8.


9.

10.

11.

12.

13.

14.

15.

16.

17.

18.

19.

20.

21.

22.

23.

24.


28 de Junho - Dia da Renovação Espiritual

Dia da Renovação Espiritual é comemorado no dia 28 de Junho, que é a data em que se celebra a importância da espiritualidade, independente da religião em que se acredita.
Essa data tem por objetivo lembrar a todos sobre a necessidade de estar conectado com a espiritualidade e levar a um pensamento introspectivo e reflexão sobre a sua vida e daqueles que estão a seu redor.

As religiões e a renovação espiritual

A comemoração do Dia da Renovação Espiritual não está ligada a nenhuma religião, e sim aos indivíduos, pois busca mostrar que todos devem estar renovados espiritualmente, e também da necessidade de termos a crença em algo superior que nos permita conviver em sociedade e respeitar uns aos outros.

Frases Renovação Espiritual

?O espirito de homem se renova todo o dia, e com ele a oportunidade de fazer as coisas de forma diferente e melhor?
?Praticando o bem desde a primeira oportunidade, faz com que a alma se limpe e o espirito se renove.?
?Toda a crise é a oportunidade da renovação do espirito para aqueles que possuem esperança na vida.?

segunda-feira, 27 de junho de 2016

27 de Junho - Dia Nacional do Vôlei

O voleibol , é um esporte onde duas equipes se enfrentam em um campo liso separados por uma rede central, tentando passar a bola por cima da rede no terreno dos adversários. A bola pode ser tocada ou conduzida com tiros certeiros, mas não pode ser interrompido, realizada, retido ou acompanhado. Cada equipe tem um número limitado de acessos a devolver a bola para o campo oposto. Normalmente, a bola é batida com as mãos e os braços, mas também com qualquer outra parte do corpo. Uma das características mais peculiares do voleibol é que os jogadores tem que rodar suas posições quanto eles ganham pontos.
Existem várias formas. Com o nome de "vôlei", identifica o modo que é jogado em pista coberta, mas também é muito popular vôlei de praia é jogado na areia. O voleibol sentado é uma variação com o aumento da popularidade entre os esportes para deficientes físicos.
O voleibol é um esporte onde uma maior paridade entre as competições masculinas e femininas, tanto pelo nível de competição por popularidade, presença na mídia e seguindo computadores públicos.

27 de Junho - Dia do Diabético

O que é diabetes?

Os alimentos sofrem digestão no intestino e se transformam em açúcar, chamada glicose que é absorvida para o sangue. A glicose no sangue é usada pelos tecidos como energia. A utilização da glicose depende da presença de insulina, uma substancia produzida nas células do pâncreas. Quando a glicose não é bem utilizada pelo organismo ela se eleva no sangue o que chamamos de HIPERGLICEMIA. Diabetes é a elevação da Glicose no sangue: HIPERGLICEMIA.

Sintomas de Diabetes
Aproximadamente metade dos portadores de diabetes tipo 2 desconhecem sua condição, uma vez que a doença é pouco sintomática. O diagnostico precoce do diabetes é importante pois o tratamento evita sua complicações.
Quando presentes os sintomas mais comuns são:
1. Urinar excessivamente, inclusive acordar varias vezes a noite para urinar.
2. Sede excessiva.
3. Aumento do apetite.
4. Perda de peso – Em pessoas obesas a perda de peso ocorre mesmo estando comendo de maneira excessiva.
5. Cansaço.
6. Vista embaçada ou turvação visual
7. Infecções frequentes, sendo as mais comuns, as infecções de pele.
No diabetes tipo 2 estes sintomas quando presentes se instalam de maneira gradativa e muitas vezes podem não ser percebidos pelas pessoas. Ao contrário no diabetes tipo 1 os sintomas se instalam rapidamente, especialmente, urinar de maneira excessiva, sede excessiva e emagrecimento. Quando o diagnostico não é feito aos primeiros sintomas os portadores de diabetes tipo 1, podem até entrarem em coma, ou seja perderem a consciência, uma situação de emergência e grave.
Quaisquer que sejam os sintomas, um médico deve ser procurado imediatamente para realização de exames que esclarecerão o diagnostico.
Quem pode ter diabetes?
A maioria, próximo a 90% dos portadores de diabetes, é do tipo 2, pouco sintomática podendo passar despercebida e retardar portanto o diagnostico o tratamento e favorecer a ocorrência de complicações. A presença de uma ou mais das seguintes condições sugerem a possibilidade da presença de diabetes:

1. Familiares próximos portadores de diabetes.
2. Idade maior que 45 anos
3. Excesso de peso ou obesidade
4. Pressão Alta
5. Colesterol elevado
6. Mulheres com antecedentes de filhos nascido com mais de 4.0 Kg.
Fonte: www.diabetes.org.br

domingo, 26 de junho de 2016

26 de junho - Dia Internacional da Luta Contra o Uso e Tráfico Ilícito de Drogas

O Dia Internacional da Luta Contra o Uso
e Tráfico Ilícito de Drogas trava-se a 26 de junho.
Todos os anos a 26 de Junho se luta contra o uso de drogas ilícitas no mundo, sobretudo pelos jovens.

Origem da data
Foi em 1987 que se instaurou esta data como o Dia Internacional contra o Abuso e o Tráfico Ilícito de Drogas, pela resolução 42/112 da ONU, para implementar a recomendação da Conferência Internacional sobre o Abuso e o Tráfico Ilícito de Drogas, realizada a 26 de junho de 1987.
Temas

Cada ano apresenta um novo tema para o combate ao uso e tráfico de drogas. O tema de 2016 é: "Ouve primeiro", chamando a atenção para a necessidade de ouvir as crianças e os jovens para estes crescerem saudáveis e em segurança, sendo que a prevenção começa nos pais e educadores.

“Vamos desenvolver – nossas vidas – nossas comunidades – nossa identidade – sem drogas” foi o tema de 2015. O tema de 2014 foi: “Uma mensagem de esperança: os transtornos decorrentes do uso de drogas são evitáveis e tratáveis”.

Atividades

Neste dia a ONU divulga o Relatório Mundial de Drogas, com as informações anuais sobre o consumo, a produção e o tráfico de drogas no mundo.

Estima-se que morrem cerca de 200.000 pessoas anualmente por causa das drogas ilícitas.

Em vários países do mundo realizam-se encontros para discutir a resolução do problema do uso e tráfico de drogas, assim como o tratamento dos danos causados pelas drogas. Também se verificam campanhas de consciencialização contra os perigos das drogas e se abrem linhas para a doação de fundos.


sábado, 25 de junho de 2016

26 de Junho - Dia do Metrologista


O dia 26 de junho é uma referência ao dia 26 de junho de 1862, quando o então imperador Dom Pedro II introduziu no Brasil, através da Lei número 1.175, o Sistema Métrico Decimal, a partir do Sistema Métrico Francês.

Todas as atividades relacionadas à adoção desse sistema, precursor do atual Sistema Internacional de Unidades, levaram à criação, em 1961, do Instituto Nacional de Pesos e Medidas e, em 1973, do Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial, o Inmetro.
Durante o primeiro Império, foram feitas diversas tentativas de uniformização das unidades de medida brasileiras.
Mas apenas em 26 de junho de 1862, Dom Pedro II promulgava a Lei Imperial nº 1157 e com ela oficializava, em todo o território nacional, o sistema métrico decimal francês.
O Brasil foi uma das primeiras nações a adotar o novo sistema, que seria utilizado em todo o mundo.
Com o crescimento industrial do século seguinte, fazia-se necessário criar no país instrumentos mais eficazes de controle que viessem a impulsionar e proteger produtores e consumidores.
Em 1961 foi criado o Instituto Nacional de Pesos e Medidas (INPM), que implantou a Rede Brasileira de Metrologia Legal e Qualidade, os atuais IPEM, e instituiu o Sistema Internacional de Unidades (S.I.) em todo o território nacional.
Logo, verificou-se que isso não era o bastante.
Era necessário acompanhar o mundo na sua corrida tecnológica, no aperfeiçoamento, na exatidão e, principalmente, no atendimento às exigências do consumidor.
Era necessário a Qualidade.
Em 1973, nascia o Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial, o Inmetro, que no âmbito de sua ampla missão institucional, objetiva fortalecer as empresas nacionais, aumentando a sua produtividade por meio da adoção de mecanismos destinados à melhoria da qualidade de produtos e serviços.
Fonte: www.inmetro.gov.br

25 de Junho - Dia do Imigrante

O imigrante é aquele que que mora em um país diferente do que nasceu. E o seu dia é comemorado no primeiro domingo do Advento. Advento é o período de 4 semanas antes do Natal. Então é uma data móvel. Foi instituído por Decreto Estadual n. 31.128, de 14 de novembro de 1957, governo Jânio Quadros.

Existem situações sociais que são propícias à imigração. Por exemplo: um país pode precisar de indivíduos para povoamento, para oferecer sua força de trabalho, esse país pode até trabalhar com políticas de imigração. Essas políticas facilitam a naturalização de imigrantes ou a normalização de pessoas em situação ilegal e até promovem intercâmbios entre profissionais e alunos de outros países. 
Porém, a imigração nem sempre é bem vinda. Existem outros fatores que levam uma pessoa a imigrar como a busca de oportunidade de empregos melhores, guerras, fome, motivos políticos e outros. Por causa disso, o imigrante muitas vezes se submete a situações adversas, como subempregos ou a ilegalidade, para buscar um melhor lugar para viver

Imigrantes Italianos em Barra Bonita
O Brasil foi um país que dependeu muito da imigração. Nos primórdios da colonização, o Brasil foi berço da imigração "coercitiva", isto é, forçada, pois foram trazidos africanos para serem escravizados. Em 1808, D. João VI, rei de Portugal, permitiu que estrangeiros possuíssem terras no Brasil. Um exemplo de corrente imigratória no Brasil dessa época é Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, fundada por colonos suíços.

Ao longo da segunda metade do século XIX e no século XX ,imigrantes italianos se deslocaram até São Paulo para o trabalho na lavoura do café. Iniciado o processo de industrialização, na década de 30, os italianos procuraram as cidades participando desse processo como mão-de-obra e como investidores. Os japoneses também estão concentrados em São Paulo e vieram trabalhar nas lavouras de café, incentivados pelo governo japonês.

Além de africanos, japoneses e italianos, o Brasil também recebeu gente da Holanda, da República Tcheca, da Polônia e Rússia.
Fonte: UFGNet

sexta-feira, 24 de junho de 2016

24 de Junho - Dia de São João

Noite de São João, celebrada em 23 de junho, véspera da data de nascimento de São João que, em vida, foi um pregador austero e de moral rigorosa. No entanto, é honrado em festas alegres e dionisíacas, com muita comida, dança e bebida. A data coincide com o solstício de verão no hemisfério norte. Desde tempos remotos, camponeses de toda Europa comemoravam, acendendo fogueiras. A tradição estendeu-se ao Brasil e outros países latino-americanos, coincidindo, neste caso, com o solstício de inverno.

A fogueira, o banho de cheiro, a poesia simples das cantigas do povo, o gosto bom da canjica, o perfume apetitoso das rosquinhas e dos bolos, as sortes, todo um mundo de esperanças, era assim que se festejava São João, sem dúvida a mais antiga e a mais brasileira das festas.

São João é o mais comemorado entre todos, especialmente, na zona rural, quando em sua honra as festas contam com comidas especiais à base de milho como canjica e pamonha, por exemplo. A música geralmente utilizando a sanfona é própria para a ocasião, são queimadas fogueiras e usadas roupas típicas para a dança da quadrilha. Entre as brincadeiras destacam-se a pescaria, leitura da sorte, rifas e leilões.

" São João, o santinho distraído, que estava dormindo e não sabia que aquele era seu dia, recebia do povo as rosas e os cravos, as graças e as ternuras das mãos inspiradas das sinhazinhas doceiras que criavam em sua homenagem os melhores doces brasileiros."
Fonte: www.virtual.epm.br

quinta-feira, 23 de junho de 2016

Festas Juninas 2016


As Festas Juninas acontecem durante todo o mês de junho e comemoram Santo Antônio, São João e São Pedro, celebrados nas seguintes datas:
  • segunda-feira 13 junho 2016 (Santo Antônio), sexta-feira 24 junho 2016 (São João) e quarta-feira 29 junho 2016 (São Pedro)
  • terça-feira 13 junho 2017 (Santo Antônio), sábado 24 junho 2017 (São João) e quinta-feira 29 junho 2017 (São Pedro)
  • quarta-feira 13 junho 2018 (Santo Antônio), domingo 24 junho 2018 (São João) e sexta-feira 29 junho 2018 (São Pedro)
As festas dos santos são fixas e serão sempre celebradas nos dias 13 de junho (Dia de Santo Antônio), 24 de junho (Dia de São João) e 29 de junho (Dia de São Pedro).
Festa Junina
As festas juninas acontecem em diversos estados brasileiros, principalmente no Nordeste e no Sudeste do país, durante todo o mês de junho. As celebrações homenageiam três santos católicos : Santo Antônio (festejado no dia 13), São João (no dia 24) e São Pedro (no dia 29). Cada região celebra os santos a sua maneira, adaptando as tradições juninas aos costumes locais e misturando elementos religiosos, populares e folclóricos.
Realizados nas paróquias, nas casas, nas ruas da cidade ou em sítios, os arraiais possuem alguns elementos essenciais que os identificam : a fogueira, o mastro, a quadrilha, as bandeirinhas e os derivados do milho. A alegria, a euforia, a dança e a música também são elementos que completam o quadro de uma verdadeira festa junina. O período é tão importante que, em alguns estados brasileiros, como Alagoas e Pernambuco, o dia de São João é considerado feriado. Ainda em Alagoas e no Rio Grande do Norte, o dia de São Pedro também é considerado feriado estadual.
Origem
Embora seja atualmente uma comemoração ligada às tradições católicas, as festas juninas têm suas raízes nas celebrações pagãs que aconteciam durante o solstício de verão (dia mais longo do ano, 21 ou 22 de junho), no hemisfério norte. Nesse período, acontece no hemisfério sul o solstício de inverno (noite mais longa do ano). Na Antiguidade, diversos povos, como celtas e egípcios, aproveitavam o solstício de verão para organizar rituais em que pediam fartura nas colheitas. O costume foi reproduzido na Europa, até por volta do século 10. Como a igreja não conseguia combatê-lo, decidiu cristianizá-lo, instituindo dias de homenagem aos três santos no mês.
Os festejos foram, então, trazidos para o novo mundo pela igreja católica. Assim sendo, as festas juninas são herança portuguesa no Brasil. Curiosamente, os índios brasileiros também festejavam sua agricultura em junho, com cantos, danças e comidas, antes da chegada dos portugueses. Com a chegada dos europeus, os costumes das duas culturas se fundiram, mesclando os santos católicos com pratos feitos à base de alimentos locais. A inclusão de elementos da vida caipira às festas reflete a evolução da sociedade brasileira, que até meados do século 20, tinha 70% de sua população inserida no campo.
As maiores festas
Especialmente no nordeste brasileiro, Santo Antônio, São Pedro e São João são reverenciados e pode-se dizer que a importância dessas festas ultrapassa a do Natal, principal festa cristã. Elas são, historicamente, o evento festivo mais importante daquela região, tanto culturalmente quanto politicamente. As cidades de Caruaru, em Pernambuco, e Campina Grande, na Paraíba, realizam as maiores festas de São João do Brasil. A festa de Paritins, no Amazonas, também merece destaque. Os festejos estruturados, animados e coloridos atraem a cada ano uma multidão de curiosos vindos de cidades vizinhas, de outros estados e atualmente até mesmo de outros países. As festas regionais deixaram de ser apenas um evento local e transformaram-se em verdadeiros atrativos turísticos, movimentando não somente o fluxo financeiro da região, mas também a imagem do Brasil no exterior.

Caruaru

Em Caruaru, foi criada a Vila do Forró, no intuito de acolher os visitantes e reproduzir no centro da cidade todo o clima da roça típica do sertão. A Vila, que recria a arquitetura das cidades do interior, possui réplicas de casas simples, restaurantes, igrejas e outros elementos presentes no cotidiano regional. Além da cidade cenográfica, foi criado também o « Trem do Forró », uma das maiores atrações da festa pernambucana, que traz os visitantes vindos de Recife. Entre outras curiosidades de sua festa, Caruaru produz nessa época o « Maior Cuscuz do Mundo », de acordo com o Guiness Book. A cuscuzeira utilizada na preparação tem capacidade para 700 quilos de massa, e mede 3,3 metros de altura e 1,5 metros de diâmetro.

Campina Grande

Campina Grande reivindica o título de « maior São João do mundo », e realiza a festa há mais de 30 anos. Durante 30 dias, a cidade é decorada com badeirolas para acolher os visitantes ao som do forró pé-de-serra. No Parque do Povo, onde os festejos são realizados, também foi criada uma cidade cenográfica, que reproduz os prédios históricos da cidade. O local abriga mais de 200 barracas e quiosques, que oferecem pratos típicos da região, como a buchada de bode, cuscuz com carne guisada, pamonha e pé-de-moleque, tapioca, entre outros. Já na pirâmide do povo, acontecem as apresentações de quadrilhas juninas, além de shows com artistas do forró e do universo sertanejo.

Sudeste

No estado de São Paulo mantém-se a tradição de realizar quermesses e quadrilhas em torno das fogueiras. As festas acontecem nas paróquias, nas ruas, nas escolas e nas empresas. Em diversas cidades do interior, a programação é vasta e pode ir até o mês de julho, com as festas julhinas. Geralmente ao som do forró e do sertanejo, as festas são marcadas pelas fantasias caipiras, pelas bandeirolas e pelas comidas típicas, como a pamonha, cural, canjica, cuscuz, bomocado, cocada, churrasquinho, cachorro quente, entre outros. Em algumas cidades do Vale do Paraíba, é possível encontrar o famoso « bolinho capira » . A iguaria, que tem origem na cultura dos tropeiros da região, é feita com uma massa de farinha de milho, recheada com carne temperada.

Música

Geralmente, o forró e a música sertaneja embalam as festas juninas, ao som da zabumba, do triângulo e da sanfona. « São João, São João, acende a fogueira do meu coração ». Esse trecho de « Sonho de Papel » é um dos mais conhecidos das celebrações do mês de junho. O verso foi composto por Alberto Ribeiro, nos anos 30, e já foi cantado por diversos intérpretes brasileiros, como Carmem Miranda.

Comida

A lista das especialidades juninas é longa em pode variar de acordo com as regiões. Existem, porém, alguns quitutes tradicionais, como os seguintes : quentão, vinho quente, bolinho caipira, cuscuz, bolo de milho, pamonha, canjica, milho cozido, pipoca, pé de moleque, pinhão, curau, batata doce, bolo de fubá, maria-mole, churros, churrasquinho, pastel.

Brincadeiras

Fogueira – as antigas celebrações do solstício de verão do hemisfério norte, que pediam fartura para as colheitas, foram integradas pelo cristianismo. A fogueira de São João, santo festejado em 24 de junho (suposto dia de seu nascimento), é um exemplo de como o ritual pagão foi reinterpretado pela cultura cristã. Conta-se que Isabel, mãe de João, usou o recurso da fogueira para avisar Maria, mãe de Jesus, que seu filho havia nascido.
Quadrilha – tem origem nos bailes de salão da cultura francesa. Palavras como balancê, anarriê, anavã têm origem na língua francesa : balancer (balançar), en arrière (para trás), en avant (para frente). A quadrilha é a encenação do casamento do caipira com uma linda moça, no qual estão presentes o padre, os pais dos noivos, o juiz, o delegado e os convidados. Colorida e alegre, a quadrilha é elemento obrigatório de todo arraial.
Correio elegante – « serviço » de entrega de mensagens anônimas ou não durante a festa. A pessoa escreve um recado e pede para que o « carteiro » a entregue ao destinatário.
Prisão – um local cercado é reservado para a cadeia. No decorrer da festa, é possível pedir para que o responsável pela cadeia « prenda » uma pessoa específica, em geral, um amigo ou uma amiga. Para ser liberada, a pessoa deve pagar uma « fiança », em geral, demonstrando alguma habilidade como cantar, dançar ou contar uma piada.
Pau de sebo – um mastro de madeira encerado é disposto no meio de um pátio. No topo, há uma recompensa. Aquele que conseguir subir o pau de sebo até o final, ganha a recompensa.
Balão – há alguns anos, costumava-se soltar balões durante as festas juninas. Atualmente, devido ao perigo de o balão cair em áreas residenciais ou florestas, com alto risco de queimadas e incêndios, a brincadeira é proibida por lei.
Simpatias – com objetivos diversos, como trazer proteção, dinheiro, saúde, felicidade, e principalmente arrumar um bom « casório », as simpatias fazem parte dos costumos das festas juninas.

23 de junho - Dia Olímpico

Jogos Olímpicos – respeito e união entre as raças

O dia olímpico é comemorado no dia 23 de junho e foi criado em homenagem à criação do comitê olímpico internacional, pelo barão Pierre de Coubertin, aristocrata francês, no dia 23 de junho de 1894.

Os jogos olímpicos foram inventados pelos gregos, por volta dos anos 776 que antecederam a era cristã. Como faziam reverência aos deuses da Grécia, o imperador Teodósio I, que era cristão, não os aceitava, pois fugia aos princípios judaico-cristãos. Com isso, a partir do ano de 393 d.C, os jogos não puderam mais ser praticados.

Pierre de Coubertin, durante um congresso mundial de educação, propôs que de quatro em quatro anos uma população de atletas do mundo todo se reunisse para concorrer em algumas modalidades esportivas, com o objetivo de promover uma disputa saudável entre os mesmos.

Além disso, Coubertin acreditava que os jogos olímpicos levaram os gregos a uma posição privilegiada, tentando fazer com que o mundo todo tivesse a mesma oportunidade. Dessa forma, foram criados os jogos olímpicos, que aconteceram dois anos mais tarde, em Atenas.

As modalidades esportivas principais eram: natação, atletismo e ginástica, onde os três primeiros colocados eram premiados com medalhas de ouro, prata e bronze, tradição que é mantida até hoje.

Os esportes trazem amizade entre os povos, pois o espírito esportivo faz com que os atletas se tratem com respeito e consideração.

Por várias vezes presenciamos cenas marcantes, de superação de racismo, ódio, boicote e outros tipos de discriminação, que aconteceram em jogos olímpicos. Negros sendo abraçados por brancos, recebendo respeito do mundo todo; raças que guerrearam e tiveram confrontos políticos, distribuindo abraços fortes uns com os outros; a oportunidade de participar dos jogos (quem antes era impedido); o aprendizado da consideração e da igualdade para todos.

Com a chama olímpica estando acesa por todo o período dos jogos olímpicos, a chama do amor também fica reavivada nos corações humanos, deixando as intrigas de lado, superando as dificuldades e as barreiras entre os homens.

Fonte: Brasil Escola - Por Jussara de Barros (Graduada em Pedagogia)

quarta-feira, 22 de junho de 2016

22 de junho - Dia do Orquidófilo

A origem da palavra orquidofilia vem do grego orchidos + filein, que significa apreciar orquídeas.

22 de junho é dia de homenagear aquelas pessoas que cultivam essas belas flores.

No Brasil, os primeiros "cultivadores" de orquídeas foram as tribos indígenas.Gostavam tanto da plantinha que faziam rituais com orquídeas e acreditavam em poderes mágicos e medicinais.

Além, é claro, de fazer uso da flor para cosméticos e enfeites.

O Brasil é um dos maiores santuários mundiais de orquídeas, devido à condição climática do país. Possui um grande mercado interno e o baixo custo da produção de flores.

O Rio de Janeiro também demonstra abundante interesse pelas orquídeas, tendo o Jardim Botânico como exemplo.
Conheça alguns orquidófilos de destaque:

Barbosa Rodrigues foi um orquidófilo e também diretor do Jardim Botânico, do Rio de Janeiro. Ele era botânico e artista plástico.

Guido Pabst publicou diversos trabalhos, em forma de pequenos artigos para a Revista "Orquídea".

Augusto Ruschi é autor de diversas obras sobre Botânica, Zoologia e Ecologia, tendo publicado 500 trabalhos científicos. Também foi professor titular do Museu Nacional da UFRJ.

Fonte: www2.portoalegre.rs.gov.br

22 de Junho - Dia do Aeroviário

As empresas de navegação aérea transportam pessoas e mercadorias.
Foi o decreto número 1.232, de 22 de julho de 1962, assinado pelo então presidente João Goulart, que regulamentou o exercício da profissão dos aeroviários.

Eles são os profissionais que trabalham em aerovias, que atuam no chamado transporte aéreo.

Transportam também os funcionários que ajudam os passageiros a ter um clima agradável durante a viagem, tanto no sentido técnico quanto social.

E estes profissionais são os aeroviários.

Assim como na terra os carros têm seu lugar demarcado para circularem, também os aviões possuem o seu

Para as aeronaves, existe um espaço aéreo navegável, cuja largura é fixada pelas autoridades aeronáuticas de cada país.

Esse espaço cobre uma determinada faixa no solo e segue convenções internacionais, sendo controlado pelas autoridades e técnicos que trabalham no setor.

Certamente, quando você viaja para algum outro estado ou país, não se dá conta - ou não lembra - que, por trás dessa sua viagem, existe toda uma estrutura montada e pessoas cuja função é tornar sua ida ou volta mais tranquila e segura.

Hoje, não podíamos deixar de homenagear o aeroviário pelo seu dia, desejando a ele uma sempre feliz jornada em sua vida.

Piloto

A profissão de piloto é uma das mais cobiçadas dentro da aviação civil. Para participar do mercado de trabalho, o piloto deve obter sua licença ou habilitação pelo Departamento de Aviação Civil (DAC). O Brasil conta hoje com cerca de 40 mil pilotos registrados na instituição.

Para a formação dos pilotos, são necessárias formações teórica e prática, de acordo com a graduação e o tipo de licença ou habilitação que o aluno deseja obter. São avaliadas a experiência, instrução de voo, aptidão psicofísica e os conhecimentos do candidato. Tudo isto após aprovação dos requisitos de idade e escolaridade.

O Centro Médico Aeroespacial (Cemal) é o responsável pela avaliação das condições físicas do piloto dentro de intervalos variados.

O tipo de habilitação do piloto varia de acordo com a categoria. Conheça algumas:
  • PP e PP-H - Piloto Privado e Piloto Privado de Helicóptero
  • IFR - Vôo por Instrumento
  • PC/IFR - Piloto Comercial/ Vôo por Instrumento
  • PC/H - Piloto Comercial (helicóptero)
  • Piloto Agrícola
  • PLA/AV - Piloto Aéreo (avião)
  • PLA/H - Piloto Aéreo (helicóptero)
Para todas as categorias, o candidato a piloto deve ter 18 anos ou mais, com exceção do piloto de linha aérea, seja de avião ou helicóptero, que precisa ter 21 anos ou mais. Também é necessário ter, no mínimo, o Ensino Médio - com exceção do piloto privado, categoria para a qual é exigido, no mínimo o Ensino Fundamental.

O número mínimo de horas de voo também varia: pode ser de 40 horas para o piloto privado ou até mesmo de 1.500 horas, para o piloto de linha aérea.

E uma boa notícia: não há limite de idade para voar! Recentemente, os pilotos com mais de 60 anos conquistaram o direito de continuar voando. A lei é simples: basta que os pilotos habilitados sejam aprovados nos exames físicos. Estes passam a ser mais rigorosos e freqüentes, mas, em compensação, mostram que o importante é estar em boas condições psicofísicas para voar porque idade, sozinha, não quer dizer muita coisa para quem ama ver o mundo de cima.

Comissário de bordo

A vida de um comissário de bordo não tem rotina. Sempre viajando e conhecendo pessoas e lugares novos, não dá tempo para enjoar do dia-a-dia. O porém é que o vai-e-vem, entre um voo e outro, pode deixar o comissário com saudades de suas raízes e às vezes fica mais difícil ter família, namorado, filhos... Mas, para quem isso não seria problema, ser comissário é sedutor. Hoje, Brasil, amanhã, Paris, depois de amanhã, Hong Kong...

Para ser comissário de bordo, é preciso ter 18 anos ou mais de idade, Ensino Médio e curso em uma Unidade de Instrução Profissional homologada pelo DAC. No fim do curso, o candidato realiza uma prova do DAC e, se aprovado, poderá trabalhar em uma companhia aérea. O treinamento é oferecido pela própria empresa, havendo um mínimo de 27 horas-aula de instruções prática e teórica. Cumprida esta etapa, o futuro comissário já pode voar, ainda como estagiário. No final do estágio de vôo, há uma avaliação do DAC e os aprovados finalmente podem obter sua licença e habilitação (CHT) junto ao Serviço Regional de Avaliação Civil (Serac).

Mecânico de manutenção aeronáutica

Responsável pela segurança e pelo bom desempenho das aeronaves, o mecânico pode atuar em várias áreas, especializando-se em motores, pressurização ou eletrônica dos aviões ou helicópteros.

Existem escolas credenciadas pelo DAC que oferecem o curso de mecânico de manutenção aeronáutica, com duração média de 13 meses. Para se inscrever no curso, basta ter no mínimo 18 anos de idade e nível médio de ensino. O aluno passará por várias avaliações até ter um Certificado de Conhecimentos Teóricos (CCT); para obter o CHT (habilitação), precisará comprovar experiência mínima de três meses com empresa homologada pelo DAC.

Fonte: www.ibge.gov.br

terça-feira, 21 de junho de 2016

21 de junho - Dia Nacional de Controle da Asma


Asma é uma doença comum crônica inflamatória das vias aéreas caracterizada por sintomas variáveis e recorrentes, obstrução reversível do fluxo aéreo e broncoespasmo. Os sintomas comuns incluem respiração ofegante, tosse, aperto no peito e falta de ar.


A asma é pensada para ser causada por uma combinação genética e fatores ambientais. O diagnóstico baseia-se normalmente no padrão de sintomas, a resposta à terapia com o tempo, e espirometria. Está clinicamente classificado de acordo com a frequência de sintomas, volume expiratório forçado e taxa de pico de fluxo expiratório. A asma pode também ser classificada como atópica (extrínsecos) ou não-atópica (intrínseco), onde atopia refere-se a uma predisposição para o desenvolvimento de tipo uma hipersensibilidade reações.

Tratamento de sintomas agudos normalmente com um inalado de curta ação agonista beta-2 (tais como salbutamol ) e orais corticosteróides. Em casos muito graves corticosteróides intravenosos, sulfato de magnésio e hospitalização talvez sejam necessários. Os sintomas podem ser evitados através de gatilhos evitando problemas, tais como alérgenos e irritantes, e pelo uso de corticosteróides inalados. Agonistas beta de longa ação (LABA) ou antagonistas dos leucotrienos podem ser usados, além de corticosteróides inalados, se os sintomas da asma permanecem incontrolados. A prevalência de asma tem aumentado significativamente desde a década de 1970. A partir de 2011, 235-300000000 pessoas foram afetadas no mundo, incluindo cerca de 250 mil mortes.
Medidores de vazão de pico são usados para medir o pico de fluxo expiratório taxa, importante tanto em monitoramento e diagnóstico de asma.

Os sinais e sintomas

A asma é caracterizada por episódios recorrentes de falta de ar, aperto no peito e tosse. Escarro pode ser produzido a partir do pulmão através da tosse, mas muitas vezes é difícil de trazer. Os sintomas são geralmente pior à noite e no início da manhã ou em resposta ao exercício ou ao ar frio.
Condições associadas

Uma série de outras condições de saúde ocorrem mais frequentemente em pessoas com asma incluindo: gastro-esofágico,doença do refluxo (DRGE), rinossinusite , e apnéia obstrutiva do sono. Problemas psicológicos também são mais comuns , com transtornos de ansiedade ocorrem em entre 16 -52% e transtornos de humor em 14-41%. Ele, contudo, não se sabe se a asma causa problemas psicológicos, ou se os problemas psicológicos levar a asma.

Causas

A asma é provocada por uma combinação de complexos e não completamente compreendido interações ambientais e genéticos. Estes fatores influenciam tanto a sua gravidade e da sua capacidade de resposta ao tratamento. Acredita-se que as taxas aumentadas de asma recentes são devidas a mudança epigenética (hereditárias outros fatores que não os relacionados com a sequência de DNA) e de um ambiente em mudança.

Ambiental

Muitos fatores ambientais têm sido associados com o desenvolvimento de asma e exacerbação, incluindo: Alérgenos, poluição do ar, e outros produtos químicos ambientais. Fumar durante a gravidez e após o parto está associado a um maior risco de sintomas de asma. Baixa qualidade do ar, contra a poluição de tráfego ou elevados níveis de ozono, tem sido associado com o desenvolvimento da asma e tanto maior gravidade da asma. A exposição ao interior de compostos orgânicos voláteis podem ser um gatilho para asma; formaldeído de exposição, por exemplo, tem uma associação positiva. Além disso, os ftalatos em PVC são associados com a asma em crianças e adultos assim como os níveis elevados de endotoxina.

A asma é associada à exposição de alérgenos. Comuns alérgenos são: ácaros, baratas, pelos de animais e mofo. Certas infecções respiratórias virais podem aumentar o risco de desenvolver asma quando adquirido em crianças pequenas, tais como: O vírus respiratório sincicial e rinovírus. Certas outras infecções no entanto podem reduzir o risco.

Fonte: en.wikipedia.org