Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: 2016 Google+

sábado, 31 de dezembro de 2016

31 de dezembro - Réveillon de 2016



O Réveillon é a comemoração da passagem de ano do dia 31 de dezembro para o dia 01 de janeiro do ano seguinte. A palavra veio do francês e significa “despertar” ou “retomar”, em referência à nova etapa de uma vida que se inicia. Curiosamente, o termo era anteriormente empregado para nomear a noite da ceia de Natal e só posteriormente passou a designar a virada do ano.

A festa de Ano Novo já é uma tradição no Brasil e em boa parte do mundo, assumindo, em muitos casos, um caráter religioso cristão. No entanto, a origem do Réveillon é muito anterior ao cristianismo, sendo geralmente atribuída à Mesopotâmia, em 2000 a.C., em uma comemoração a algo como o “Festival de Ano Novo”. Persas, fenícios, assírios e gregos, desde tempos remotos, também realizavam as suas celebrações de passagem de ano.

Mas é claro que cada cultura e cada região comemora a sua passagem à sua maneira e em datas específicas. Os chineses, por exemplo, marcam o seu ano novo ao final de janeiro ou no início de fevereiro, enquanto os judeus comemoram no que é, para nós, final de setembro ou início de outubro. Já para os muçulmanos a passagem de ano é celebrada no mês de maio.

No Brasil, assim como na maior parte dos países de tradição ocidental, o Réveillon é comemorado no dia 1º de janeiro. Isso resulta de uma decisão do calendário romano, por volta de 743 a.C., que foi mantida pelo calendário juliano e preservada quando a Igreja Católica adotou oficialmente o calendário gregoriano já no século XVI.

Atualmente, o mais comum durante a comemoração do Ano Novo é o show de fogos de artifício, além das inúmeras tradições que variam de um país para outro. No Brasil, por exemplo, existem várias tradições herdadas das religiões de matriz africana e afro-brasileira, tais como o Candomblé e, principalmente, a Umbanda.

O culto à Iemanjá com oferendas ao mar é praticado até mesmo por pessoas que não fazem parte dessas religiões, tendo uma grande receptividade junto ao público católico. Outro hábito herdado dessas religiões é o ato de vestir-se de branco, uma superstição pela promoção da paz e, na origem, um hábito para reverenciar as cores do orixá Oxalá.

Uma das mais famosas festas de fogos de
artifício é a de Copacabana, no Rio de Janeiro *
Para muitos, o Réveillon é um momento de renovação, de planejar ou de colocar em prática planos antigos. Assim, são várias as simpatias e superstições para que tudo ocorra bem, como comer lentilhas, pular sete ondas (o número sete também se relaciona a religiões e crenças), entre outros inúmeros hábitos. É claro que isso tudo se trata de simbolismos, sendo, portanto, práticas de manifestação cultural que revelam as relações de identidade das pessoas em relação à sociedade e ao espaço.


sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

Conheça a Li-fi, tecnologia que promete ser 100 vezes mais rápida que a rede Wi-fi atual.



O que é Li-Fi e como funciona? 

Sabemos que existe tecnologia de internet através de energia elétrica, aqui no Brasil é comercializado por algumas empresas especializadas no assunto. Mas agora eis que surge a nova tecnologia de conexão, a LI-FI. A Li-Fi, do termo inglês "Light Fidelity", é uma tecnologia que emprega luz para transmitir dados em alta velocidade. Diferente da Wi-fi que usa ondas de rádio, a Li-Fi usa lâmpadas de LED para transmitir as informações.

O quão rápida pode ser a Li-Fi?

A Li-Fi pode transmitir velocidades até 100 Gbps e, possivelmente ainda mais, mas isso exigiria uma mudança na tecnologia de iluminação. Relatórios de testes recentes mostram que Li-fi é 100 vezes mais rápido do que Wi-Fi tradicional, onde atuam em velocidades médias de WiFi a 10 Mbps.


Testes com diferentes tipos de lâmpadas estudadas, podem chegar a 100 Gbps de velocidade.

Quando surgiu a Li-Fi?

A Li-Fi surgiu através das pesquisas do professor Harald Haas, que é presidente das Comunicações Móveis da Universidade de Edimburgo e co-fundador da pureLiFi. Ele foi a primeira pessoa a estudar a tecnologia. Usou o termo pela primeira vez durante uma palestra do TED, em 2011. Mas o projeto em 2010 já começou a receber financiamentos para seu desenvolvimento, pelo instituto de Edimburgo.

Confira abaixo o vídeo da palestra do TED do professor Haas:



Como funciona o Li-Fi?

A tecnologia Li-Fi usa uma lâmpada real para estabelecer uma comunicação de dados. A partir de lâmpadas de LED, você será capaz de: Enviar dados, ouvir música, olhar os vídeos e, finalmente, para se conectar à Internet.

A tecnologia (CLV) Visible Light Communications, funciona com piscadas das lâmpadas, a famosa frequência. Onde são ligadas e desligadas as lâmpadas em períodos de nanossegundos, o que torna imperceptível aos olhos e ouvidos humanos. Os LEDs são diferentes de qualquer outro tipo de lâmpadas, pois são semicondutores. Esta característica dá aos LEDs a capacidade de ligar e desligar em nanossegundos.

Um receptor capta esta frequência de piscadas, através de um foto detector, e consegue identificar as informações que estão sendo enviadas. Assim como um modem faz hoje com os sinais eletromagnéticos que são transmitidos através de cabos par trançados ou coaxiais, e também como as fibras ópticas atuam.




Desvantagem: Mas sabemos que ondas de luz não podem penetrar paredes, como ondas de rádio fazem, desta forma a Li-Fi tem seu alcance diminuído a cômodos de sua casa ou escritório, por exemplo. Entretanto, basta que cada cômodo tenha as lâmpadas que possam enviar as informações.

Vantagens: A Li-Fi possui vantagem de apta para uso em áreas sensíveis à ondas eletromagnéticas, como cabines de aeronaves, hospitais e usinas nucleares, pois obviamente não possuem ondas eletromagnéticas.

Outra vantagem é que o espectro da luz visível é 10 mil vez maior que todo o espectro da rádio frequência. E a US Federal Communications Commission tem alertado para uma potencial crise no espectro da Wi-Fi, que está próximo de atingir o seu limite.

Os pesquisadores também veem a Li-Fi como uma vantagem em relação a hackers, pois seu Wi-Fi está "visível" fora do ambiente de casa ou do escritório, já a Li-Fi não consegue atravessar paredes, o que mantêm a rede dentro dos ambientes.

Veja um vídeo que mostra a capacidade de transmitir diferentes informações com base em cada lâmpada:


Alguns Testes

Um teste feito em 2013, por Chi Nan, professor de Tecnologia da Informação da Fudan University, localizada em Shanghai, na China, conseguiu manter quatro computadores conectados à Internet por meio de apenas uma lâmpada de LED com um alcance de 150 Mbps.

Já os pesquisadores alemães atingiram a marca de 500 Mbps com aparelhos colocados a 2 m um dos outros. Com a distância de 20 m, a velocidade caiu para 100 Mbps. Até então, a velocidade mais rápida relatada era de 3 Gb/s, pelo Instituto Heinrich Hertz Fraunhofer, na Alemanha.

O que preciso para funcionar Li-Fi dentro da minha casa?


Primeiramente, você vai continuar a receber a internet do seu provedor, só que o modem que vai transmitir a internet para seu ambiente, vai ser um modem conectado a rede elétrica da casa. As lâmpadas precisam ser as transmissoras, ou seja, precisaria trocá-las. E seus dispositivos terem um sensor foto detector para receber os impulsos elétricos e converter em dados.

Aparentemente está longe de termos a tecnologia funcionando em nossos lares, porém com o avanço das pesquisas, poderemos ter em alguns anos. Os dispositivos necessários não devem ser caros. Empresas como Samsung já cogitam inserir os detectores em seus próximos smartphones.

Outro ponto essencial é o apoio da indústria para essa nova tecnologia, principalmente os fabricantes de dispositivos móveis, que é categoria de aparelhos que o Li-Fi trabalhará diretamente. Fabricantes como Samsung e LG já estão cogitando incluir sensores Li-Fi em seus futuros smartphones.

E aí, o que achou da nova tecnologia? Estaria disposto a mudar Wi-Fi para Li-Fi?






quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

Mandala: O "bom" e velho golpe da pirâmide

A febre agora é a Mandala. Uma palavra que em sânscrito significa "círculo" e transmite harmonia, mas que no Brasil significa pirâmide e é crime. Crime? Sim. Nos termos do artigo 2º, IX, da lei 1.521/51, é crime.

Obter ou tentar obter ganhos ilícitos em detrimento do povo ou de número indeterminado de pessoas mediante especulações ou processos fraudulentos ("bola de neve", "cadeias", "pichardismo" e quaisquer outros equivalentes);

Pena - detenção, de 6 (seis) meses a 2 (dois) anos, e multa, de dois mil a cinqüenta mil cruzeiros.

Desenhando a Mandala, funciona assim: não existem produtos sendo comercializados. O que existe é um sistema dividido em quatro grupos - fogo, ar, terra e água - onde o usuário investe os R$ 100 e precisa convidar mais duas pessoas para que também invistam. Depois de completar a quantidade necessária de participantes, recebe de cada um o valor também de R$ 100: a promessa é que no final você colocou R$ 100 e ganhará R$ 800.

É a prática, nua e crua, do chamado Pichardismo constante na lei acima citada. O Pichardismo, em homenagem ao italiano Manuel Severo Pichardo que inaugurou o golpe, consiste em convencer alguém a colaborar com um valor, e este alguém convence outro alguém a colaborar com outro valor e todos ficam na ilusão de que terá lucro de toda a rede abaixo de você.

Na Mandala, uma pessoa precisa de R$ 100 de outras oito pessoas para conseguir R$ 800. Posteriormente essas oito, que pagaram R$ 100, precisam arranjar cada uma mais oito pessoas; ou seja, 64 pessoas tem que doar R$ 100 para apenas oito ganharem R$ 800. Na próxima rodada 512 precisam doar R$ 100 para que essas 64 ganhem, e assim a “Mandala vai girando” sucessivamente sendo multiplicada por oito.

Atenção: o pichardismo se parece muito com estelionato - artigo 171 do CP - mas a diferença é que no estelionato a pessoa que sofreu o crime é determinada e no Pichardismo, as pessoas são (em tese) indeterminadas.

E por que é crime? É um crime contra a economia popular porque afeta a vida econômica de muita gente, trazendo desarmonia social e prejuízos, onde muitas pessoas investem dinheiro e perdem.

Certo. Só tem um problema: quem foi ludibriado pela Mandala e perdeu dinheiro, pode ingressar com uma ação de reparação das perdas?

Teoricamente, não! Por quê? Porque todo mundo que participa de uma Pirâmide, tendo lucro ou prejuízo, comete o crime previsto no artigo 2º, inciso IX. Todos entram com o intuito de lucrar e imediatamente ao fazer parte da pirâmide cometem o crime. Se cometem o crime, é ilógico pensar que podem pleitear na justiça uma reparação das perdas sofridas: é como imaginar que alguém compra droga ilícita e entra com uma ação no Poder Judiciário para reclamar da péssima qualidade da droga. Isso não seria possível em razão do conhecido princípio Nemo Auditur Propriam turpitudinem Allegans - ninguém pode se beneficiar da própria torpeza. Sendo assim, acho muito difícil que alguém cometa um crime contra a economia pública e consiga reparar os danos sofridos.

Lembrando ainda que quem fica convocando pessoas para participar de Pirâmide - Mandala - pode ser processado por tentativa de estelionato. Então cuidado ao ficar na internet chamando as pessoas a entrarem nesse barco furado.

Evitem dor de cabeça. Não entre em Mandala, pessoal. Ganhar dinheiro trabalhando é muito melhor!


quarta-feira, 28 de dezembro de 2016

Retrospectiva Cinema: Filmes campeões de bilheteria em 2016


A Disney foi a empresa que mais faturou na produção de filmes neste ano. Confira a lista dos campeões de bilheteria de 2016:


01/
Capitão América: Guerra Civil
Os filmes de super-herói são uma das maiores fontes de lucro para Hollywood atualmente. "Capitão América: Guerra Civil" era a grande aposta do gênero esse ano e não decepcionou, fazendo US$ 1,150 bilhão. A produção que coloca em confronto Capitão América e Homem de Ferro levou todos os fãs da Marvel Studios (comprada pela Disney em 2009) às salas para conferir o resultado.

02/
Procurando Dory
Pixar sendo Pixar. A empresa que, assim como a Marvel Studios, foi comprada pela Disney é uma das mais respeitadas pelas animações que produz. "Procurando Nemo" foi um sucesso em 2003, fazendo mais de 900 milhões de dólares em bilheteria. A continuação mostra um pouco mais do passado de Dory, além da procura pela personagem, e aumentou ainda mais o caixa da Pixar, ultrapassando US$ 1 bilhão.
03/
Zootopia: Essa Cidade é o Bicho
Uma produção original da Disney, que foi a segunda animação da empresa a atingir a marca de US$ 1 bilhão depois de "Frozen – Uma Aventura Congelante". O filme conta a história de uma cidade sitiada de animais realizando atividades humanas. "Zootopia: Essa Cidade é o Bicho" também foi um grande sucesso de crítica.

04/
Mogli: O Menino Lobo
A refilmagem da animação de 1967 é mais uma produção que a Disney acertou em cheio, fazendo US$ 966 milhões em bilheteria. "Mogli: O Menino Lobo" é um dos vários projetos que a empresa tem adaptado para a versão live-action (com atores reais) junto com "Cinderela", que estreou em 2015, e os futuros "A Bela e a Fera", "O Rei Leão" e "Aladdin".
05/
Pets: A Vida Secreta dos Bichos
Distribuído pela Universal Pictures, que já está muito rica por "Velozes e Furiosos 7" e "Jurassic World – O Mundo dos Dinossauros", grandes sucessos de 2015, "Pets – A Vida Secreta dos Bichos" mostra com muito humor o que os animais fazem quando os donos não estão em casa. A animação ficou na liderança das bilheterias por muitas semanas, levando várias famílias para conferir o filme e chegou a marca de US$ 872,7 milhões.

06/
Batman Vs Superman: A Origem da Justiça
A reunião dos dois super-heróis mais famosos das histórias em quadrinhos rendeu ótimos números de bilheteria (US$ 872, 6 milhões), mas não tanto quanto a Warner esperava. O filme não agradou tanto o público como a distribuidora acreditava que seria, principalmente pelo tom sombrio. Inclusive, a continuação desta história será em "Liga da Justiça", os “Vingadores” da DC Comics, e pela recepção mista dos espectadores, os produtores já afirmaram que o longa-metragem será mais “leve”.

07/
Deadpool
Definitivamente, a grande surpresa do ano. O Mercenário Tagarela, como Deadpool é chamado, foi uma das produções mais rentáveis do ano, pois teve um orçamento muito baixo e fez US$ 786 milhões. O filme da 20 Century Fox marca o retorno do personagem aos cinemas, que já havia aparecido em "X- Men Origens Wolverine" e recebeu críticas muito negativas pela maneira como foi retratado.
08/
Esquadrão Suicida
A zebra da Warner que acabou dando certo. Nas bilheterias, pelo menos (US$ 745 milhões), pois as críticas não foram muito positivas. Mas o trabalho de propaganda feito pela empresa conseguiu levar os espectadores ao cinema. Esquadrão Suicida foi mais rentável que "Batman Vs Superman: A Origem da Justiça" e já encomendou um filme solo da Arlequina.

Fonte: R7

28 de Dezembro - Dia do Salva-Vidas

Salva-vidas ou Guarda-Vida é o profissional que treinou para evitar afogamentos com a finalidade de preservar a vida dos banhistas que se envolvem em situação crítica no mar, rio ou piscina. Esta profissão surgiu no século XX, e a Inglaterra foi um dos primeiros países a desenvolver o serviço de Salva-Vidas.

Para se tornar um Salva-vidas, é necessário ter concluído o ensino fundamental, estar em dia com as obrigações eleitorais, não ter sofrido nenhum tipo de condenação criminal, ter no mínimo dezoito anos e no máximo trinta e cinco anos de idade, além de passar pelo rigoroso processo seletivo.Geralmente encontrados em praias mais frequentadas, os Salva-Vidas estão sempre preparados para pronto atendimento aos banhistas ou para avisar dos riscos provocados por águas-vivas, tubarões ou outros perigos.

Os candidatos selecionados são contratados sob o regime jurídico estatutário, comumente contratados nos meses de janeiro, fevereiro e março, podendo o período ser prorrogado ou reduzido conforme as necessidades da atividade. Os requisitos mínimos são: boa força muscular, boa capacidade pulmonar, paciência, determinação; habilidade com esportes, capacidade de concentração e de trabalhar em equipe, capacidade de transpor barreiras; ser disciplinado, veloz e muito responsável.

Os salva-vidas recebem uma formação completa que envolve treinamento para nadar de forma correta, adquirem conhecimentos das técnicas de massagem cardíaca, respiração, oceanografia, cuidados com o banhista e agilidade nas ações de prevenção e salvamento, pois durante um possível afogamento, alguns segundos podem significar uma vida.

Para identificar as áreas que são seguras e também as não próprias para banho, os Salva-Vidas colocam placas indicadoras com cores diferentes. Cada uma possui um significado:



Verde: Mar bom



Amarela: Atenção



Vermelha: Local perigoso

Tanto as Verdes, Amarelas quanto as Vermelhas, geralmente são colocadas na direção do local, e no caso da última são postas em frente a correntes de retorno ou bancos de areia, o que significa que não é permitida a entrada de banhistas, pois nesta área o risco de afogamentos por imprudência é muito alto. Para saber mais, se o banhista entrar em uma corrente de retorno, que possui uma velocidade de 3 m/s; significa que nem o melhor nadador que nada 2m/s consegue ir contra essa corrente. Os Salva-vidas auxiliam a não desafiar a natureza e caso ocorra algo do gênero, é importante nadar para o lado oposto procurando um banco de areia. 

Além destas atividades, o Salva-Vidas também é responsável por atividades de prevenção, com o objetivo de evitar acidentes nas praias de mar ou de água doce (rios, lagos e lagoas) e também de piscinas, através de campanhas educativas. É muito comum em época de alta temporada, ver placas e cartazes com informações sobre o Salva-vidas.


Fonte: Info Escola

terça-feira, 27 de dezembro de 2016

Retrospectiva 2016 - Brasil


Confiram uma retrospectiva dos principais acontecimentos que marcaram o país durante o conturbado ano de 2016:

Impeachment tira Dilma: Primeira mulher eleita à Presidência no Brasil, Dilma Rousseff teve seu impeachment aceito pela Câmara dos Deputados em 17 de abril, foi afastada provisoriamente do cargo pelo Senado em 12 de maio, e destituída pelos senadores em 31 de agosto. Os parlamentares, no entanto, mantiveram seu direito de ocupar a cargos públicos.

Foto: Daniel Marenco / Agência O Globo / 12-5-2016

Cunha é cassado e preso: Eduardo Cunha começou o ano como o poderoso presidente da Câmara e termina preso pela Lava-Jato. Em 5 de maio, foi afastado da presidência pelo STF. Dois meses depois, renunciou ao cargo tentando salvar o mandato. Não deu certo. Em 12 de setembro, foi cassado por 450 deputados. No mês seguinte, foi preso em casa, em Brasília.

Foto: Heuler Andrey / AFP / 20-10-2016

Lula é réu:Lula se tornou réu em cinco processos. Em 4 de março, foi alvo de condução coercitiva, o que levou 3,4 milhões de pessoas às ruas em apoio à Lava-Jato. Três dias depois, um grampo entre Lula e Dilma foi visto como manobra para evitar eventual prisão do petista. No mesmo dia, Lula foi nomeado para Casa Civil, mas o ato foi suspenso pelo STF.

Foto: Marcos Bizzotto / 4-3-2016

Lava-Jato a todo vapor: A operação termina o ano a todo vapor com recorde de fases deflagrada (15 em 2016), prisões simbólicas (além de Cunha, João Santana, Gim Argello, Paulo Bernardo, Guido Mantega, Antonio Palocci) e condenações (Marcelo Odebrecht, José Dirceu, José Carlos Bumlai).

Foto: Geraldo Bubniak / 26-9-2016

Transplantes: Uma reportagem do GLOBO em 5 de junho motivou o presidente Michel Temer a determinar, no dia seguinte, que a Força Aérea Brasileira mantenha sempre um avião à disposição para transplante de órgãos. A reportagem mostrou que a FAB deixou de transportar 153 órgãos aptos a serem doados, mas atendeu políticos nos mesmos dias.

Foto: Andre Feitosa / FAB

Exonerações em série: Temer exonerou seis ministros em seis meses por envolvimento em denúncias. O primeiro foi Romero Jucá, em 23 de maio, ao ser flagrado sugerindo pacto para barrar a Lava-Jato. Em seguida, caíram Fabiano Silveira (Transparência), Henrique Alves (Turismo), Fábio Medina Osório (AGU), Marcelo Calero (Cultura) e Geddel Vieira Lima (Secretaria de Governo).

Foto: Evaristo Sá / AFP / 15-6-2016

Delcídio é cassado: Preso em flagrante ao planejar a fuga de Nestor Cerveró, Delcídio Amaral deixou a prisão em 19 de fevereiro após fazer acordo de delação premiada. Três meses depois, o então senador petista, que havia sido líder do governo, foi cassado pelo plenário do Senado por 74 votos a favor, nenhum contra e uma abstenção.

Foto: Ailton de Freitas / Agência O Globo / 9-5-2016

Surge Waldir Maranhão: O Brasil conheceu Waldir Maranhão (PP-MA) em 9 de maio, quando ele, presidente interino da Câmara já que Cunha havia sido afastado pelo STF, anulou a votação que autorizou que o processo de impeachment de Dilma fosse levado ao Senado. Menos de 24 horas depois, ele foi ameaçado de expulsão do partido, voltou atrás e anulou sua decisão.

Foto: Ailton Freitas / Agência O Globo / 5-7-2016

Rodrigo Maia substitui Cunha: Rodrigo Maia (DEM-RJ) se elegeu presidente da Câmara em 14 de julho num pleito em que recebeu o apoio do PT e do governo Temer para derrotar o candidato do centrão, Rogério Rosso (PSD-DF). Maia foi eleito para um mandato-tampão substituindo Eduardo Cunha, que renunciou à presidência na tentativa de salvar o mandato.

Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo

Mau momento para do país - Olimpíada 2016 no Rio de Janeiro: Do ponto de vista da imagem do Rio, os Jogos Olímpicos podem ter trazido atenção internacional à cidade no momento errado, talvez até prejudicado sua marca. 

Quando a cidade venceu a disputa para sediar o evento, o Brasil vivia um período favorável, com bom desempenho econômico e crescente projeção mundial. Mas a Olimpíada ocorreu durante uma grave crise econômica e política e meses após o Brasil se tornar o centro da epidemia mundial da zika. Essas condições, tornaram ainda mais negativa a cobertura jornalística anterior aos Jogos, que já costumava ser desfavorável às sedes por apontar atrasos nas obras.
























Prisão após 2ª instância: Em 5 de outubro, o STF confirmou que réus devem ser presos depois de condenados por um tribunal de segunda instância, sem o direito de recorrer em liberdade até que sejam julgados todos os recursos possíveis. A decisão confirmou interpretação de um caso julgado em fevereiro. Segundo a FGV, a jurisprudência poderia afetar três mil réus.

Foto: Jorge William / Agência O Globo / 5-10-2016

PT sofre derrota nas urnas: As eleições municipais consolidaram uma derrota do PT, que perdeu 386 prefeituras e manteve apenas uma capital: Rio Branco (AC). Por outro lado, as urnas deram importantes vitórias ao PSDB, em São Paulo, Porto Alegre e outros 804 municípios. O Rio elegeu Marcelo Crivella (PRB) e Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS).

Foto: Jorge William / Agência O Globo / 25-10-2016

Tragédia sem fim em Mariana: Em março, os governos federal, de MG e ES assinaram acordo com a Samarco criando um fundo de R$ 20 bilhões para recuperar a Bacia do Rio Doce. Dois meses depois, o MPF pediu à Justiça que as empresas e os estados reparassem danos estimados em R$ 155 bilhões. Em dezembro, três promotores foram afastados da força-tarefa. Eles alegaram perseguição.

Foto: Ana Branco / Agência O Globo / 30-10-2016

Garotinho é preso: O ex-governador do Rio de Janeiro Anthony Garotinho foi preso em 16 de novembro durante a Operação Chequinho, que investiga compra de votos na eleição municipal em Campos, no Rio. Após a prisão, ele passou mal e foi levado a um hospital no Rio, onde permaneceu por seis dias depois até ter alta e seguir para prisão domiciliar.

Foto: Reprodução

Cabral é preso: O ex-governador Sérgio Cabral foi preso no dia 17 de novembro acusado de liderar um grupo que desviou R$ 224 milhões. Investigadores apontam que a propina sustentou uma vida de luxo de Cabral e a mulher, Adriana Ancelmo, presa dias depois. O casal também é acusado de lavagem de dinheiro na compra de joias em dinheiro vivo e sem notas ficais.

Foto: Guito Moreto / Agência O Globo / 17-11-2016

Medidas anticorrupção: A Câmara desfigurou o pacote anticorrupção apresentado por procuradores na madrugada do dia 30, quando o país vivia o luto pela queda do avião da Chapecoense. Só duas das dez medidas originais foram integralmente mantidas, entre elas a criminalização do caixa dois. O relatório aprovado provocou forte reação da Lava-Jato, do Judiciário e do MP.

Foto: Givaldo Barbosa / Agência O Globo / 30-11-2016

Renan rejeita liminar do STF: Renan Calheiros foi afastado da presidência do Senado em 5 de dezembro, mas não recebeu notificação do oficial de Justiça. No dia 6, a Mesa Diretora do Senado não aceita cumprir a decisão. O plenário do STF o manteve na presidência da Casa, mas não na linha sucessória da Presidência da República. Uma semana depois, ele foi denunciado na Lava-Jato.

Foto: Ailton de Freitas / Agência O Globo / 7-12-2016

A Odebrecht fechou acordos de delação premiada de 77 executivos e integrantes da família. Os depoimentos começaram em 12 de dezembro. Três dias antes, uma proposta de acordo colocou o governo Temer no centro das denúncias. Segundo Cláudio Filho, Temer pediu R$ 10 milhões em doação e parlamentares cobraram R$ 17 milhões para aprovar 14 MPs.

O empresário Marcelo Odebrecht Foto: Michel Filho / Agência O Globo / 15-6-2015
Michel Filho / Agência O Globo / 15-6-2015

Fonte: O Globo.com

Retrospectiva 2016: Principais buscas pela ferramenta do Google pelo Brasil


Pokémon Go foi termo mais buscado no Google no Brasil (Shutterstock)

O Google divulgou quais foram os termos mais buscados no Brasil em 2016, com base em relatórios do Google Trends. É possível saber quais artistas mais pesquisados, além de filmes, esportistas, atores, atrizes e pesquisas no geral. 

O game "Pokémon GO" foi o termo mais pesquisado no Brasil inteiro ao longo do ano, seguido por "Jogos Olímpicos", "Big Brother Brasil" e "Chapecoense". 

Outro termo bastante pesquisado ao longo do ano foi "o que é crush", além de "como fazer amoeba". Confira os resultados de todos os rankings apontados pelo Trends:

Pesquisas gerais


Shutterstock

1. Pokémon GO
2. Jogos Olímpicos Rio 2016
3. Big Brother Brasil
4. Chapecoense
5. Tabela do Brasileirão
6. Domingos Montagner
7. Eleições 2016
8. Enem
9. Sisu
10. iPhone 7

Música 


1. Dennis e MCs Nandinho & Nego Bam
2. MC Bin Laden
3. Banda Vingadora
4. Marília Mendonça
5. MC João

Top 5 Pessoas


Shutterstock

1. Lula
2. Ana Hickmann
3. David Bowie
4. Donald Trump
5. Fernanda Gentil

Como fazer...

1. amoeba
2. inscrição Enem 2016
3. crepioca
4. bolo
5. projeto de pesquisa

Atrizes


Divulgação/TV Globo

1. Camila Pitanga
2. Larissa Manoela
3. Monica Iozzi
4. Munik Nunes
5. Marion Cotillard

Atores

1. Alexandre Borges
2. Leonardo DiCaprio
3. Paulo Zulu
4. Alan Rickman
5. Guilherme Karan

Filmes


Divulgação

1. Deadpool
2. Esquadrão Suicida
3. Batman vs Superman
4. Invocação do mal 2
5. Procurando Dory

O que é...

1. crush
2. amor
3. substantivo
4. logradouro
5. filosofia

Porque...


Divulgação/Record

1. Geraldo Luiz saiu da record
2. o Reino Unido quer sair da União Europeia
3. Monica Iozzi vai sair do Video Show
4. o WhatsApp foi bloqueado
5. o Estado Islâmico ataca a França

Esportistas

1. Arthur Nory
2. Ingrid Oliveira
3. Michael Phelps
4. Usain Bolt
5. Jade Barbosa


segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Retrospectiva - O que aconteceu no mundo em 2016


Confira uma retrospectiva dos principais fatos ocorridos no neste ano de 2016:

Trump presidente: Numa corrida marcada por acusações e projetos de governo radicalmente distintos, a surpresa: Donald Trump foi eleito presidente dos EUA, derrotando Hillary Clinton. Ele prometeu endurecer controles migratórios e focar políticas para as classes média e baixa. Falastrão, o bilionário assumirá o cargo sem experiência política.
Veja perfil de Trump.

Foto: MANDEL NGAN / AFP

Brexit: O referendo em junho que garantiu a saída britânica da União Europeia foi um baque no bloco. Apesar de as pesquisas indicarem favoritismo da permanência, eleitores preferiram iniciar um processo de rompimento — defendendo argumentos de maior controle migratório, independência econômica diante de Bruxelas e maior soberania. Entenda.

Foto: Tomohiro Ohsumi / Bloomberg

Nacionalismo em alta: O nacionalismo cresceu. Na Europa, Marine Le Pen é favorita à eleição francesa; na Itália, o populista Cinco Estrelas virou segunda força política e a xenófoba Liga Norte cresceu; a chanceler Angela Merkel perdeu força na Alemanha ao receber refugiados; o nacionalismo também cresce em Áustria, Polônia e Holanda. Novos referendos a caminho na UE?
Foto: FRANCOIS LENOIR / REUTERS
Massacre em Orlando: Numa madrugada de um domingo de junho, o mundo se chocou com o massacre de 49 pessoas na boate gay Pulse, em Orlando. O atirador Omar Mateen entrou no local e fez disparos durante mais de duas horas antes de ser morto. Ele era frequentador do local. O caso gerou uma discussão federal intensa sobre o endurecimento ao controle de armas.


Foto: JOE RAEDLE / AFP

Golpe frustrado na Turquia: Com dezenas de atentados terroristas mortais reivindicados pelo Estado Islâmico e por rebeldes curdos, a Turquia sofreu ainda com uma tentativa de golpe militar que resultou em expurgo e prisões em massa ordenadas pelo presidente Recep Tayyip Erdogan, que acusou rivais políticos pela intentona.Entenda a situação política na Turquia.


Foto: MURAD SEZER / REUTERS

Terror em Bruxelas e Nice: Enquanto o mundo se recuperava do trauma dos atentados de novembro em Paris, março viu o terrorismo atacar a Bélgica: explosões no aeroporto internacional de Bruxelas e no metrô mataram 32 pessoas. Em julho, o Dia da Bastilha foi sangrento em Nice: 84 pessoas foram mortas na cidade francesa quando um homem investiu seu caminhão na parada nacional.

Foto: ERIC GAILLARD / REUTERS

Tragédia síria: O quinto ano da guerra civil consolidou a devastação na maior cidade síria, Aleppo. Enquanto o Estado Islâmico perdeu territórios, governo e rebeldes continuaram a se digladiar nas metrópoles. O maior papel russo fortaleceu o regime de Bashar al-Assad no confronto e gerou acusações graves de violações aos direitos humanos. Veja imagens.

Foto: AMEER ALHALBI / AFP

Drama dos refugiados: Sem resolução para a guerra síria, refugiados voltaram a buscar rotas através do Mar Egeu, o que forçou a Turquia e a União Europeia chegarem a um acordo bilionário de fechamento de fronteiras marítimas e deportação de imigrantes em situação não urgente. E as travessias e mortes nos mares bateram todos os recordes de 2015. Veja mais.

Foto: ANDREAS SOLARO / AFP

A morte de Peres: Ícone israelense, Shimon Peres morreu em agosto, aos 93 anos. Último dos pais fundadores, o ex-presidente deixou um legado de tentativas de reaproximação com o povo palestino. Ele foi ainda primeiro-ministro e membro de vários gabinetes. Adorado no país, foi homenageado de maneira emocionada até por rivais. Relembre a imagem de Peres.


Foto: JACK GUEZ / AFP

Terremoto na Itália: Não bastou o terremoto de 2009: as mais de 300 vítimas do sismo não serviram para que a Itália alcançasse soluções contra a destruição em caso de novos abalos. Um tremor em agosto com epicentro perto de Amatrice na região central, deixou 298 mortos e milhares de deslocados. O terremoto deu origem a outros sismos devastadores em cidades históricas.

Foto: FILIPPO MONTEFORTE / AFP

Paz na Colômbia: O histórico acordo de paz alcançado entre o governo e as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) após quatro anos de negociações foi rejeitado num referendo em outubro. Mas, dias depois, o presidente Juan Manuel Santos ganhou o Nobel da Paz pelos esforços de paz. Um novo acordo foi aprovado no Congresso. Veja o caminho da guerrilha à paz.

Foto: JAIME SALDARRIAGA/REUTERS

Venezuela sem referendo: Além de recessão, escassez e inflação, o país passou a viver também uma crise institucional entre Legislativo, governo e Justiça. Com deputados impulsionando sem sucesso um referendo para revogar o mandato de Nicolás Maduro, o chavismo ameaçou fechar a Assembleia Nacional. ONU e Vaticano tentam mediar o diálogo. Entenda a crise da esquerda local.


Foto: MARCO BELLO / REUTERS

Obama em Havana: No degelo histórico entre EUA e Cuba, um momento histórico: após mais de cinco décadas de embargo e embates, o presidente Barack Obama visitou a ilha para ratificar a formalização da retomada das relações diplomáticas. A visita foi o passo mais marcante de um processo de alívio nas sanções econômicas ao regime. Veja as reações dos cubanos.


Foto: Rebecca Blackwell / AP

Morte de Fidel: No meio do degelo, uma bomba em novembro: há dez anos com saúde fragilizada, o líder Fidel Castro morreu aos 90 anos. Com enorme comoção nacional, seus restos mortais cruzaram o país refazendo, de maneira inversa, a jornada desde Sierra Maestra a Havana. Analistas dizem que a morte não altera o cenário político no país. Veja imagens da despedida.


Foto: Natacha Pisarenko / AP

Reconciliação tardia: Parceiros há décadas, EUA e Japão deixaram rusgas da Segunda Guerra Mundial de lado com as visitas do presidente Barack Obama e o secretário de Estado John Kerry a HiroshimaSem pedir desculpas, reconheceram o fardo vivido pelas vítimas. O premier Shinzo Abe retribuiu a ação, anunciando uma ida à ilha de Pearl Harbor atacada pelos japoneses em 1941.


Foto: JIM WATSON / AFP

Morre o cantor britânico George Michael: Famoso nos anos 1980 como integrante do duo Wham! e, mais tarde, manteve o sucesso na carreira solo, o artista morreu em sua casa aos 53 anos no Natal, após uma parada cardíaca. Saiba mais sobre a carreira de George Michael aqui!



Fonte: O Globo.com