Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: Julho 2014 Google+

quinta-feira, 31 de julho de 2014

Relacionamentos no Trabalho

ESTUDO “RELACIONAMENTOS NO TRABALHO” É REALIZADO PELO LINKEDIN

Imagem: Shutterstock

O LinkedIn divulgou recentemente o estudo nomeado de “Relacionamentos no Trabalho”, ele mostra as diferenças de comportamento entre os funcionários no ambiente de trabalho, a pesquisa compara a Geração Y (jovens de 18 a 24 anos) e os baby boomers (adultos de 55 a 65 anos). A pesquisa aconteceu em 14 paises, e o Brasil se inclui entre eles, foram 11,5 mil pessoas entrevistadas com idades entre 18 e 65 anos e as maiores diferenças percebidas foram:


1. Plano de Carreira

- Os dados globais mostram que 68% dos participantes pertencentes à Geração Y estariam dispostos a sacrificar uma amizade com um colega por uma promoção, enquanto 62% dos baby boomers disseram não consideram esta alternativa para subir na hierarquia da empresa;

- Dos países pesquisados, o Brasil é o lugar onde as pessoas são mais leais aos colegas de profissão, sendo que mais da metade desse público (53,6%) afirmou que não arruinaria uma amizade por causa de um cargo corporativo;

- No País, 66% dos baby boomers e apenas 28% da geração Y acreditam que a amizade com colegas de trabalho não afeta seu desempenho profissional.

2. Amizades

- Pouco mais de um terço (35,8%) dos entrevistados no Brasil afirmou que a amizade com colegas de trabalho os motiva;

- Globalmente, a socialização no trabalho é mais importante para a Geração Y do que para os baby boomers. No Brasil, o número é mais equilibrado entre os dois grupos: 56,3% da geração Y e 67,5% dos baby boomers concordam com essa afirmação.

3. Comunicação no Trabalho

- No Brasil, os millenials (54%) discutem mais o salário com colegas do que os baby boomers (33%);

- Os mais jovens também são mais abertos para falar sobre questões pessoais (61,4%) em comparação com os mais velhos (32,5%).

A pesquisa também observou que mais da metade dos brasileiros entrevistados (51,60%) adicionam seu gerente nas redes sociais. No Reino Unido, esse índice cai para 15,20%. E quase 3 em cada 10 (29%) dos brasileiros mantêm contato com o seu gerente fora do horário de expediente para assuntos sem relação com o trabalho.



Programação da Festa das Neves 2014


Os 429 anos da terceira cidade mais antiga do Brasil vão ser comemorados em quatro marcos inaugurais da fundação e desenvolvimento de João Pessoa. O Ponto de Cem Réis e as Praças Rio Branco, Anthenor Navarro e Dom Adauto (a Praça do Bispo) serão palcos do evento mais popular do calendário festivo da cidade – que não por acaso, leva o nome da sua padroeira, a santa que um dia lhe deu nome.

A depender do local em que será realizada, a programação “profana” da Festa das Neves será destinada a adultos e crianças. As atrações principais, o número teatral “Palavra Cantada” e a Banda 5 de Agosto (comemorando 50 anos de criação), se apresentarão no domingo (3) e terça (5), respectivamente, no Ponto de Cem Réis. O poeta e cantador Oliveira de Panelas também se apresenta no dia 5, ocasião em que dividirá com o público causos e histórias dos três anos de vivência com o escritor paraibano Ariano Suassuna, em merecida homenagem póstuma. (Confira a programação abaixo).



Já na Praça Rio Branco, de 3 a 5 de agosto, espetáculos infantis movimentarão a cena a partir das 17h. A Praça Dom Adauto será o largo das expressões da cultura popular, com apresentações diárias de cordelistas, coco de roda, repente, teatro de babaus e emboladores no Pavilhão dos Brincantes, dos dias 2 a 5. Por último, a Praça Anthenor Navarro será o centro fervilhante do rock, rap, dance e ritmos latinos no chamado Palco Alternativo, dos dias 1º a 3.

Estrutura – Um estudado esquema de segurança envolvendo Guarda Civil Municipal (GCM), Polícias Civil e Militar e Corpo de Bombeiros funcionará durante os dias de Festa das Neves, a partir do domingo (27), quando começam as celebrações religiosas, com novenas, missas e procissões saindo da Basílica de Nossa Senhora das Neves.

“A Festa das Neves deste ano é plural, com atrações para crianças, regionalismo, cultores do rock e dos ritmos alternativos e a riqueza do nosso teatro. Vai ser uma festa segura, com a cara da nossa cidade e, principalmente, reverenciar a banda que é patrimônio de João Pessoa: a 5 de Agosto: todos estão convidados”, incita o diretor-executivo da Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope), Maurício Burity.

Uma novidade para aliviar os pais é que os Bombeiros distribuirão pulseirinhas de identificação para as crianças na entrada do Ponto de Cem Réis, no dia 3, antes do espetáculo “Aventuras Musicais”, do selo Palavra Cantada. “Essas pulseirinhas conterão nome, idade e o telefone dos pais para evitar de os pequenos se perderem”, informa o Tenente Cavalcanti, da 3ª Seção de Planejamento do Estado Maior. Além disso, a corporação também disponibilizará um caminhão de combate a incêndio, ambulância, duas motos-resgate e uma viatura de busca e salvamento para apoio.

De acordo com o plano operacional definido pela Polícia Militar e Secretaria de Segurança Urbana e Cidadania (Semusb) da PMJP, 160 homens ficarão divididos no patrulhamento a pé e motorizado. A Semusb disponibilizará dez motos e cinco viaturas no apoio. “Este somatório de forças entre Guarda Civil Metropolitana e a Polícia faz com que reduzamos o número de ocorrências na cobertura dos grandes eventos”, declarou o Cel. Jefferson, comandante do Policiamento da Região Metropolitana (CPRM).

A volta da Monga – Como não existe Festa das Neves sem parquinho de diversões, o entretenimento da garotada (e dos grandinhos nostálgicos) está garantido de 1º a 5 de agosto, com brinquedos tradicionais (carrossel, samba, carrinhos bate-bate) instalados na Praça Dom Adauto e na Avenida Odon Bezerra, mais barraquinhas de guloseimas e a esperada volta da Monga, a mulher-macaco.

“Preparamos um evento com uma excelente infraestrutura, muita segurança e organização para os 429 de anos da nossa cidade. Neste ano, a Festa das Neves se reencontra com a sua tradição: voltada para as crianças e para a família”, reforça André Coelho, diretor-adjunto.

Programação da Festa das Neves 2014

Palco principal (Ponto de Cem Réis):

03/08 (domingo):

16h30 – O show do Palhaço Pipi

17h – Palavra Cantada apresenta espetáculo “Aventuras Musicais”

_____________________________________________________________

05/05 (terça-feira):

18h30 – Oliveira de Panelas homenageia Ariano Suassuna

20h – Banda 5 de Agosto completa 50 anos

_____________________________________________________________

Cultura popular (Pavilhão dos Brincantes – Pça. Dom Adauto):

02/08 (sábado):

19h – Babau da PB de Mestre Clóvis

20h – Cordelista Janduí

20h – Repentistas Biu Salvino e Tindara

21h – Coco de Roda Caiana dos Criolos

22h – Ciranda de Vó Mera

23h – Banda de Pífano Pife Perfumado – Monteiro

_____________________________________________________________

03/08 (domingo):

19h – Ventríloquo Mestre Toba de Sapé

20h – Cordelista Costa Leite

20h – Lapinha Jesus de Nazaré

21h – Repentistas Luzia dos Anjos e Santinha Maurício

22h – Grupo Eita de Projeções Folclóricas

23h – Coco de roda e Ciranda do Mestre Benedito (Cabedelo) – Mestre Dona Têca

_____________________________________________________________

04/08 (segunda-feira):

19h – Emboladores Frank e Nazar

20h – Reizado de Zabelê

20h – Cordelista José Pedro de Lima (Conde)

21h – Chico do Canolino

22h – Nau Catarineta de Cabedelo – Mestre Tadeu

23h – Tambores do Forte

_____________________________________________________________

05/08 (terça-feira):

19h – Mestre Brawn

20h – Cordelista Vicente Campos Filho

20h – Cavalo Marinho Semente João do Boi

21h – Grupo Jacoca (Conde)

22h – Grupo Ajamulher

23h – Grupo Amantes da Rabeca (Sapé)

_____________________________________________________________

Tenda do Cordel (de 02/08 a 05/08, de 17h a 0h, na Pça. Dom Adauto)


Tenda Arte e Cena (Praça Rio Branco):

03/08 (domingo):

17h – “O show não pode parar”, da Cia. Alegria de Espetáculo

18h – “Scooby Doo – Fim de Jogo”, da Cara Dupla Cia. de Teatro

_____________________________________________________________

04/08 (segunda-feira):

17h – “Carnaval em Veneza”, com Maria Luiza Pires e Rodolfo Pereira

18h – “Donzela Guerreira”, da Cia. Mundu Rodá de Teatro Físico e Dança

_____________________________________________________________

05/08 (terça-feira):

15h – Aula-espetáculo “Chã de Dois – Corporeidades Brasileiras: da Tradição à Cena Contemporânea”, da Companhia Mundo Rodá.

17h – “A Saga de Daluz”, da Geca, Grupo Experimental Cena Aberta

18h – “Confraria de Malagrida – Apresentação do Maracatu Nação Pé de Elefante”. Compondo a programação da Acraa (Associação Cultural Recreativa Anjo Azul), no Beco da antiga Faculdade de Direito.

- Exposição “A Parede Poética do Sesc”

- Performance de Anayde Beiriz (atriz Raquel Ferreira)

_____________________________________________________________

Palco alternativo (Pça. Anthenor Navarro):


1º/08 (sexta-feira):

19h – Banda Abrad’Zoio

20h – Yuri&Will

21h – Dj Cris L.

_____________________________________________________________

02/08 (sábado):

19h – Banda Licenciosa

20h – Mira Maya

21h – Banda Macumbia

_____________________________________________________________

03/08 (domingo):

19h – Banda Meio Free

20h – Escurinho

21h – Dj Kylt
_____________________________________________________________


O Valor do seu Trabalho



Um sonho em comum entre os empresários é o desejo de ter sua marca e produtos conhecidos, consumidos e no gosto do público. Alcançar essa vontade pode não ser muito fácil, já que muitas variáveis precisam ser estabelecidas e cumpridas para que isso seja possível. Para o reconhecimento de um bom produto, alguns fatores devem estar extremamente claros para os consumidores, sendo responsabilidade dos empresários e colaboradores estarem atentos a essas medidas. Confira as sugestões e veja quais alternativas que você pode empregar para melhorar seu comércio.

  • Primeiro passo: a marca. Ela precisa ser um nome ou imagem forte, que com um simples passar de olhos o cliente já possa identifica-la.
  • Tenha a certeza que o nome imaginado não esteja registrado. Ou que o símbolo que você pretende usar encontra-se disponível.
  • Registre o nome e imagem desejados. Peça ajuda para um designer para desenvolver e escolher a fonte e a foto adequadas ao seu estabelecimento.
  • Desenvolvendo uma identidade visual você conquista reconhecimento. Ser inovador e criativo garante estabilidade do seu público. Use as mesmas cores, fonte e padrões na criação dos seus materiais.
  • Valorize as fotos. Registrar os produtos é um jeito de divulgar sua produção. 
  • Fotos bem elaboradas despertam a curiosidade e a vontade de consumo dos seus clientes, para tanto não precisa de nenhum gasto exorbitante, seja prático e valorize seu produto, não outros objetos ao redor.
  • Pense na embalagem. Elas não custam muito e servem de publicidade da sua loja.
  • Opte por aumentar a divulgação em um ou dois produtos. Os principais da sua instituição podem representar uma solução para valorizar e aumentar suas vendas em algo no qual você é diferente de todo mercado.
  • Qualidade, de atendimento e de produção. Além de páginas on-line que promovam ainda mais sua empresa.


quarta-feira, 30 de julho de 2014

A arte colorida de Jeremy Roberts

Não obstante da excelência na arte de ilustração, hoje existem centenas de artistas consagrados espalhados pelo mundo e um deles é o conhecido Jeremy Roberts com seus trabalhos incríveis voltados para os famosos comics americanos. Confiram!

Fonte: Minilua - Imagens de divulgação das editoras

As Propagandas Geniais Continuam

Continuamos trazendo a vocês mais algumas propagandas bem interessantes. E para ver em tamanho maior, basta clicar nas imagens.



30 de Julho - Dia da Libertação Indígena



Índio Brasileiro,
os p
rimeiros habitantes do Brasil
Desde a época em que os primeiros europeus chegaram ao continente americano que a pergunta sobre a origem dos povos aqui encontrados vem desafiando os pesquisadores e muitas hipóteses já foram levantadas, mas ainda não há uma resposta satisfatória e definitiva.

Há pontos, no entanto, já definidos, como o fato de que o homem não surgiu na América, mas veio de fora e chegou aqui em época mais recente do que na Europa, por meio de migrações sucessivas de povos de origem asiática. 

Chegaram ao continente principalmente, através do Estreito de Bering que, na época da última grande glaciação, quase juntava a Ásia com a América do Norte (região do atual estado americano do Alasca). 

Uma vez na América e com o passar do tempo, os novos habitantes foram-se espalhando por todo o território, de norte a sul e já que o povoamento da América ocorreu há milhares de anos, tanto as populações asiáticas que lhes deram origem como os diferentes povos que aqui vivem atualmente já se modificaram muito desde então. 

Em terras brasileiras, pelo menos até a década de 1970, os estudos arqueológicos, paleontológicos e geológicos apontavam os vestígios humanos encontrados na região de Lagoa Santa, Minas Gerais, como os mais antigos, datando de 8.000 anos atrás. 

Entretanto, pesquisas mais recentes, realizadas no Piauí e na Bahia, recuaram ainda mais esta datação, falando-se em 20.000 e até 40.000 anos de antigüidade do homem em solo brasileiro. 

Dizer quantos índios habitavam o Brasil na época do descobrimento é tarefa praticamente impossível, pois o território brasileiro foi sendo conquistado aos poucos e sua configuração atual é relativamente recente (do final do século passado). 

Por outro lado, os europeus que aqui chegaram não tinham a preocupação de fazer um censo da população encontrada. Há apenas vagas estimativas (fala-se em cerca de 5 milhões ou mais). 

O fato é que, como resultado do contato com os povos que para cá imigraram nos últimos cinco séculos, a população indígena decresceu muito desde então.  
Hoje, o número de sociedades indígenas conhecidas existentes no Brasil é de 215, com uma população total de 325.652 pessoas (dados de meados de 1997). 

Além das mencionadas acima, ainda há sociedades indígenas isoladas, isto é, que não mantêm contato com a sociedade brasileira, vivendo em regiões de difícil acesso e procurando se manter afastadas, como forma de autodefesa. 

A FUNAI mantêm Frentes de Contato (atualmente, em número de sete) para desenvolver os trabalhos de aproximação pacífica com os índios isolados e procurar protegê-los do contato repentino e direto com certas parcelas da população brasileira (como garimpeiros, madeireiros, etc.), procurando minimizar o efeito pernicioso que este tipo de contato pode trazer para as populações indígenas em geral, mas especialmente para aquelas que se mantêm isoladas. 

Existem informações de 55 possíveis grupos diferentes de índios isolados, a maioria com localização na região da Amazônia Legal. 

Na atualidade, a superfície total de terras indígenas é de 83.507.923 hectares, distribuídos entre 556 áreas diferentes, espalhadas por todo o território nacional (dados de meados de 1997). 

Perfazem 9,81% do total do território brasileiro, mas ainda restam terras indígenas por serem identificadas e regularizadas. 

A maior parte da população indígena concentra-se na região amazônica. 

Fonte: www.museudoindio.org.br

terça-feira, 29 de julho de 2014

Anúncios Retrô

Trazendo um ar retrô ao blog, veja abaixo uma coleção de anúncios antigos. 

Note como era feita a comunicação entre a empresa e o cliente. É interessante notar que alguns desses anúncios são de marcas que ainda existem e são conhecidas por todos nós, como Hershey's, McDonald's, Electrolux, Lucky Strike entre muitas outras.