Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral. Google+

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

A hora de tirar sua ideia do papel!


Sabia que você tem uma arma poderosa com a qual pode contar sempre? Esta arma é o seu cérebro! Ele permite que tenha sempre muitas ideias, aprendizados ou insights, não é verdade? Algumas ideias são extravagantes, outras brilhantes, até mesmo transformadoras. O pensamento criativo não tem limite, e muitas vezes, a busca pela “grande ideia inovadora” transforma-se em uma armadilha que paralisa muitos empreendedores iniciantes.

Saber tirar ideias do papel e transformá-las em realidade de forma prática, ajuda a criar um ciclo de feedback, nos estimulando a novas idéias criativas. O poder da ação pode ter um efeito transformador na vida de qualquer pessoa, pois passamos a nos sentir muito capazes ao realizarmos pequenas tarefas. Mas o que falta para tirar da gaveta aquelas suas ideias de abrir o negócio, estudar no exterior, falar novos idiomas ou começar um novo projeto?

Confira a seguir uma lista com 6 dicas quentes que você pode seguir, e poder transformar o pensamento criativo em ação.

1. SAIBA ONDE QUER CHEGAR

Uma das primeiras maneiras de concentrar suas energias é identificar o problema: o que está faltando e que precisa ser feito ou corrigido? Qual lacuna precisa ser preenchida para que sua ideia se concretize? O conceito de “Gap”(lacuna) é fundamental em todos processos de coaching, mentoria, etc.

Anote a principal questão e o resultado que deseja alcançar. É um espaço físico? Uma experiência? Um sentimento? Seja lá o que for, anote-o no papel, descreva o que tem identificado. Não importa o quão abstrato soa seu objetivo, esse é o destino para o qual você está concentrando suas energias.

Então, imagine que você já alcançou o resultado. Imagine esse sentimento de realização e deixe-o se instalar em seu corpo. Visualize todos os detalhes do ambiente ou do objeto (cor, aroma, sons, sensações, funções). Pode parecer ilógico, mas esse é o ponto: chegar a entender e apreciar exatamente o que você está tentando alcançar é o primeiro passo para alcançá-lo. Quanto mais claro estiver em sua mente, melhor.

2. CRIANDO UM CAMINHO A SEGUIR

Já consegue enxergar uma estratégia para alcançar seu objetivo? O que precisa fazer para que o primeiro passo possa acontecer?

Hora do brainstorm: sinta-se livre para ter soluções, mesmos as mais loucas, anote ou desenhe tudo! Quais caminhos não são óbvios? Tudo bem se o seu mapa tiver algumas estradas bifurcadas – siga cada um deles para que você saiba para onde eles vão. Você escolherá sua rota mais tarde.

Se você percebe que precisará de ajuda para colocar suas idéias em ação, quem pode ajudá-lo? Existem habilidades ou recursos que você já possui que podem ajudá-lo a executar sua visão?

É fácil ficar bloqueado aqui. Ao perceber que falta certa experiência, você pode sentir-se num beco sem saída. Faça uma pausa , mas esteja focado em seu desafio. Tente enxergá-lo de diferentes ângulos. Acima de tudo, dê-se o tempo necessário para visualizar os caminhos a trilhar.

3. CONSTRUA UM PROTÓTIPO

Agora que já planejou, faça algo. Não precisa ser o produto ou a estratégia final, nem precisa ser perfeito, mas pelo menos deve ser digno de compartilhar com aqueles que você respeita – seu público.

Este é o momento de mostrar a sua ideia. Você precisa provar que o produto é possível existir, e o mais importante é o feedback recebido das pessoas. A prototipagem superficial é interessante, desde que transmita o que você pretende.

Antes de seguir, que tal baixar grátis este Checklist Completo para Iniciar seu Negócio?


4. TENHA O FEEDBACK DO PÚBLICO

Talvez seus clientes-alvo sejam seus melhores amigos ou os membros da sua família. Mostre o seu protótipo e peça feedback honesto. Muitas vezes, você descobrirá os potenciais obstáculos e o que precisa ser alterado para obter uma versão final do produto.

Não deixe que as críticas negativas atrapalhem seu processo, mas escute atentamente. Se várias pessoas expressam as mesmas preocupações, provavelmente vale a pena observar o ponto em questão. Às vezes, a frase “Reveja seus planos”, significa que você está evoluindo e descobrindo o que funciona; o resultado final será melhor devido a constantes análises no processo.

5. REFINANDO OS DETALHES

Reserve tempo para refinar e obter os detalhes corretos. Se precisar de ajuda para que seu produto seja finalizado, verifique as se pessoas escolhidas acreditam e compartilham do projeto com entusiasmo. Os parceiros devem contribuir de maneiras que você não pode.

Como um líder, se você leva seu trabalho a sério, sua equipe também levará. Mas não espere que os outros estejam tão entusiasmados com a sua ideia quanto você.

Se conseguir um investimento, mantenha os investidores informados do que está acontecendo e de como se está evoluindo.

Mantenha-se focado na realização das etapas do atual produto. Fique atento para não se deixar levar por possíveis ideias ambiciosas de algo que você queira construir algum dia. Agora não é o momento. Se tiver ideias no meio do processo, anote-as em um diário de bordo ou arquivo digital para voltar a elas no futuro próximo.

6. LIBERTE SUAS IDEIAS

Depois de refinar seus rascunhos e protótipos, é hora de mostrar seu produto ao mundo. Agora, o mais sensato é criar um plano inicial: Como você projetar seu trabalho? Quais ferramentas e canais você usará para compartilhá-lo? De quem você pode precisar de ajuda neste começo? Qual a perspectiva de gastos e lucro? Que tal fazer um plano de negócio e ter essas diretrizes?

Se esse plano lhe parece muito complicado, você pode diluir algumas etapas para simplificar a execução. O importante é que sua ideia inovadora seja vista como algo tangível. Você precisa se comprometer com um plano que lhe parece possível de ser realizado. Caso contrário, você pode acabar se limitando a apenas sonhar e falar suas próprias idéias – sem chegar a lugar algum. Afinal, para ter um negócio de sucesso, alguém, algum dia, teve que tomar uma atitude de coragem. (Peter Drucker)

Defina seus projetos e comece pequeno, veja como eles mudam quando envolve outras pessoas (público-alvo, concorrentes, fornecedores, parceiros). Uma vez que tira suas ideias do papel, elas estarão abertas ao mundo, e você encontrará maneiras de concretizar seu trabalho ou fazer algo completamente novo.

E você, tem alguma dica valiosa de como tirar uma ideia do papel? Conta pra gente nos comentários!


quinta-feira, 19 de outubro de 2017

Como se proteger da falha no protocolo de segurança do Wi-Fi


O mundo da tecnologia foi pego de surpresa nesta última segunda-feira, 16, com a notícia de que o protocolo WPA2, utilizado por basicamente todos os roteadores modernos para proteger redes sem fio, é vulnerável a um ataque batizado de KRACK. A sigla, que significa “ataque de reinstalação de chaves” atinge praticamente todos os dispositivos conhecidos que usam Wi-Fi.

Confira a seguir um guia que o Olhar Digital preparou para entender a ameaça e permitir saber como se proteger:

O que é o KRACK?

O KRACK é uma vulnerabilidade no protocolo WPA2 usado em redes Wi-Fi pelo mundo todo descoberta pelo pesquisador Mathy Vanhoef. A brecha não está nos produtos que usam o Wi-Fi e sim no padrão de redes sem fio por si só, então praticamente tudo que está conectado na internet sem usar cabos está vulnerável.

Como funciona o ataque?

Para as redes Wi-Fi funcionarem, é preciso que dispositivo e roteadores se comuniquem. Essa comunicação começa com algo chamado de “handshake”, que, em bom português, se traduz como “aperto de mão”. O recurso é, de forma resumida, uma série de ações que acontecem em segundo plano para que os aparelhos se reconheçam e comecem a funcionar em conjunto.

Neste caso específico, o handshake possui quatro etapas. É na terceira dessas etapas que a vulnerabilidade reside, se o hacker conseguir reinstalar uma chave já em uso (daí o nome do ataque traduzido acima). Cada chave deve ser única e nunca mais deve ser reutilizada. No entanto, a brecha do WPA2 permite refazer esse handshake manipulando a chave para que seja reutilizada, permitindo a interceptação da rede Wi-Fi.

Meu computador/celular/tablet é vulnerável?

Sim, não importa muito qual é a marca do seu dispositivo, ou qual sistema operacional ele usa. Se ele usa Wi-Fi, ele provavelmente usa o protocolo WPA2 e está na lista dos aparelhos vulneráveis.

Todos os aparelhos são igualmente vulneráveis?

Não. Existem níveis diferentes de vulnerabilidade, e as informações até agora apontam que os celulares Android estão no topo da lista dos mais vulneráveis; curiosamente, os pesquisadores também notaram que as versões mais recentes (a partir de 6.0) estão expostas do que as antigas.

Isso não quer dizer que o seu aparelho não-Android esteja livre de riscos. iOS, macOS, Windows e Linux também estão na lista de vulneráveis. Apenas estão abaixo do Android na escala de insegurança.

Qual o risco que eu corro com essa brecha?

É pelas redes Wi-Fi que circulam algumas de nossas informações mais delicadas. Fotos, mensagens, informações bancárias, senhas... tudo o que estiver trafegando sem criptografia pode ser interceptado por alguém que use essa brecha com más intenções.

A Equipe de Prontidão para Emergências Computacionais dos EUA (US-CERT) emitiu um alerta, como nota o site Ars Technica, apontando que essa brecha também permite outros tipos de ataque que vão além da interceptação direta das informações. Entre elas estão o “sequestro” de conexões TCP e injeção de conteúdo HTTP, o que significa que o hacker pode incluir código malicioso em algum site, mesmo se ele estiver seguro. Ou seja: só de entrar em algum site cotidiano você pode ter seu PC infectado com algum vírus grave como um ransomware, que bloqueia o uso do seu aparelho e o acesso aos seus arquivos e só libera mediante pagamento de resgate.

Existem casos registrados de hackers usando essa brecha?

Vanhoef, o pesquisador que revelou a falha, não sabe dizer se a vulnerabilidade já foi ou está sendo utilizada para a realização de ataques no mundo real. A posição do US-CERT parece ser a mesma.

Qual é a chance de eu ser atacado com essa brecha?

Felizmente, a chance é baixa. Para que esse ataque tenha sucesso, você e o hacker precisam estar conectados na mesma rede Wi-Fi, segundo Alex Hudson, diretor de tecnologia do Iron Group. Ou seja: é pouco provável que você esteja em risco em casa, mas fique muito atento às redes públicas.

Como me protejo?

O método mais eficaz é não se conectar a redes Wi-Fi. Pronto, você está invulnerável.

Não dá para fazer nada sem Wi-Fi.

É, infelizmente a solução acima não funciona para muita gente. Neste caso, é recomendável esperar atualizações de segurança vindas do fabricante dos seus dispositivos e tomar cuidado enquanto isso não acontece. A Microsoft, por exemplo, já liberou uma correção para o Windows e é recomendável baixá-la o quanto antes. O Google prometeu uma correção para breve. A Apple deve fazer o mesmo, assim como as distribuidoras do Linux. Fique de olho e atualize seus dispositivos.

Enquanto seu aparelho não está atualizado, vale a pena evitar redes Wi-Fi públicas. O conselho valia antes do KRACK e agora só é reforçado. Serviços de VPN também são uma medida de segurança bem-vinda para trafegar de modo mais seguro em redes Wi-Fi públicas, já que o tráfego é criptografado, tornando a vida de um hacker conectado à mesma rede que você muito mais difícil.

Trocar a senha do meu roteador ajuda?

Não muito. O problema não está na senha do seu roteador, e sim no protocolo usado por ele e a proteção que ele oferece às informações que trafegam pela sua rede. A troca da senha não traz benefício prático de segurança; a única vantagem teórica é que a mudança pode expulsar da rede alguém que tenha se conectado com más intenções.

É mais eficiente verificar se há alguma atualização de segurança pendente para o seu roteador. A tendência é que neste momento ainda não esteja disponível nada criado especificamente para impedir o KRACK, mas é uma boa prática de segurança verificar regularmente se há ou não updates para o seu roteador.


quarta-feira, 18 de outubro de 2017

UFPB promove evento sobre “Turismo e Hotelaria no contexto da acessibilidade”


UFPB promove evento sobre “Turismo e Hotelaria no contexto da acessibilidade”
no dia 16 de outubro de 2017.

O Grupo de Cultura e Estudos em Turismo (GCET) da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) promove no dia 27 de outubro o evento “Turismo e Hotelaria no contexto da acessibilidade”, no Auditório Aruanda, Centro de Comunicação, Turismo e Artes (CCTA) da Universidade Federal da Paraíba, a partir das 18h.

O evento é gratuito com emissão de certificado. As inscrições podem ser feitas pelo facebook no link: https://www.facebook.com/events/ ou pelo e-mail: revistacet@gmail.com.

O evento Turismo e Hotelaria no contexto da acessibilidade constitui-se em uma atividade proposta pelo Grupo de Cultura e Estudos em Turismo (GCET), que visa apresentar a perspectiva da acessibilidade no âmbito do turismo e da hotelaria.

Programação:

Abertura: Grupo Roda Vida da FUNAD

Palestrantes: 
  • Genilson Machado Lima – Graduado em Produção Publicitária, Diretor Presidente da Assessoria em Consultoria para Inclusão Social – AC Social, ex-presidente da AAPD/PB, Fundador da FEPADE/PB. Vencedor do Prêmio PRADA 2010 Tema da palestra: Um PCD no Turismo.
  • João Luiz Zaparolli Martins – Bacharel em Turismo pela UFPB atua há 3 anos no setor hoteleiro local, com experiências profissionais em outros ramos do setor turístico como agências de viagens, companhias aéreas, cruzeiros marítimos e escolas de idiomas. Fez intercâmbio universitário pelo programa PIANI na Alemanha. Atualmente, é gerente geral do hotel Nord Luxxor Cabo Branco em João Pessoa (PB).Tema da palestra: A gestão hoteleira com foco na acessibilidade.
  • Sabrina Siqueira Casado – Fisioterapeuta do Hospital das Clínicas em Pernambuco e da Prefeitura de João Pessoa. Especialista em Neurociências. É colaboradora do Portal da Deficiência Visual.Tema da palestra: Uma viagem pelos caminhos da inclusão.
No final haverá sorteio de brindes.


terça-feira, 17 de outubro de 2017

CRIANÇAS FELIZES SÃO AS NOSSAS CORES

Na tarde deste último sábado, no estacionamento do Mangabeira Shopping localizado na cidade de João Pessoa - PB, a Gráfica Moura Ramos em parceria com a São Braz, Loucos por Coxinha, La Estampa, Fernanda Maia Studio e Sr. Grão realizou uma ação social totalmente voltada para a criançada em comemoração ao dia das crianças passado deste ano.

Foi um dia repleto de magia e muita alegria, não só para nós por termos tido essa oportunidade de levar felicidade para os pequenos, mas principalmente para as crianças que participaram do evento acompanhadas de suas famílias.

Foram distribuídos gratuitamente para o público local: muitos brindes, algodão doce, pipoca, doces e jogos. Contamos também com a presença de animadores, colaboradores da empresa fazendo pinturas artísticas no rosto da criançada, camas elásticas e a presença de social medias da cidade que contagiaram a nossa equipe com muita simpatia e apoio ao projeto.

@priscilapaestv / @alyssonbernardo / @julinybarreto
Agradecemos também ao pessoal da assessoria de imprensa e marketing do Mangabeira Shopping pela sua valiosa colaboração em nos receber, ceder o local e parte das instalações apropriadas que favoreceram a realização deste evento que foi um sucesso, a julgar pela alegria e satisfação dos presentes.

Esperamos que o sucesso desta ação possa inspirar outras organizações a criar outras que beneficiem a população e principalmente as crianças que representam o nosso futuro. Quem sabe, o ano que vem não tem mais! 

Social Medias: Priscilla Paes, Alysson Bernardo e Juliny Barreto (confira na foto ao lado, da esquerda para a direita).

Confira a seguir diversas imagens do evento. Para ver mais, basta acessar nossas redes sociais. ;)

    

    

    


 





quinta-feira, 12 de outubro de 2017

Hoje é Dia das Crianças (12 de Outubro de 2017)


O Dia das Crianças é comemorado anualmente em 12 de outubro no Brasil.

Esta data celebra os direitos das crianças e adolescentes, ajudando a conscientizar as pessoas (os pais, em especial) sobre os cuidados necessários durante esta fase da vida.

Tradicionalmente, no Dia das Crianças os adultos costumam oferecer presentes ou proporcionar atividades especiais e de entretenimento para os mais jovens.

Em alguns países, como Portugal, por exemplo, as crianças são homenageadas em 1 de junho, data conhecida como Dia Internacional da Criança.
Origem do Dia das Crianças

A proposta para a criação desta data é de autoria do deputado federal Galdino do Valle Filho. Após a sua aprovação, surgiu o Decreto de Lei nº 4867, de 5 de novembro de 1924, que oficializou o dia 12 de outubro como o Dia das Crianças.

No entanto, o dia ganhou maior popularidade a partir de 1960, quando a Fábrica de Brinquedos Estrela fez uma promoção com a Johnson & Johnson e criou a "Semana do Bebê Robusto" (como uma estratégia para aumentar as suas vendas).

A partir deste momento, a data passou a ser marcada pela oferta de presentes as crianças, principalmente brinquedos.

O Dia das Crianças coincide com o dia de Nossa Senhora de Aparecida, que é feriado.

De acordo com a Organização das Nações Unidas (ONU), o Dia Universal da Criançaé celebrado em 20 de novembro, em homenagem à data da aprovação da Declaração dos Direitos da Criança, nesta mesma data em 1959.
Mensagens para o Dia das Crianças

FONTE DE ALEGRIA

Como você está crescendo! Ainda ontem um bebê, hoje uma criança linda e cheia de amor! Você roubou nossos corações no dia em que chegou e ver você crescendo é um privilégio enorme. Seja feliz, meu amor! Brinque muito, estude bastante, continue sendo essa fonte de alegria que você é para todos que te rodeiam. Receba um beijo do tamanho do universo, nesse dia que é seu, todo seu!

ETERNOS AMORES

Meus pequeninos que iluminam os meus dias, amo-vos mais do que um pote de sorvete de chocolate, mais do que um balde de pipoca ou ainda mais do que todo o amor que pode caber nesse mundão! Feliz Dia das Crianças, meus eternos amores!

MINHA LUZ

Quando eu era criança costumava ter medo do escuro… Mas, agora que cresci, o meu maior medo é não te abraçar, cheirar e beijar todos os dias! És uma criança muito esperta, animada e danada (não vou mentir)… Te amo e sei que nunca ficarei no escuro, pois tu és a minha luz, que afasta os meus pesadelos e tristezas, sempre com um suave e lindo sorriso!

SER CRIANÇA

Ser criança é gostar de correr pela casa
Ser criança é gostar de comer com as mãos
Ser criança é descobrir o mundo todos os dias
Ser curioso, atrevido, honesto e carinhoso
Ser criança é gostar da vida e saber vivê-la!


quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Tudo o que você precisava saber sobre o Dia das Crianças e tinha medo de perguntar (...)


Por que o dia 12 de outubro foi escolhido como o Dia das Crianças? Data é oficial desde 1923, mas só passou a ser comemorada pela população depois de uma ação comercial realizada em 1955.

Hoje a data é lembrada e aguardada com ansiedade pelas crianças. É época de ganhar presentes, se divertir com atividades e brincadeiras diferentes na escola, e aproveitar o dia ao máximo. Mas por muito tempo o Dia das Crianças, aqui no Brasil, ficou no esquecimento, mesmo entrando para o calendário oficial.

Em 1923, nasceu a ideia de existir uma data para celebrar as crianças. O responsável por isso foi o deputado federal Galdinho do Valle Filho, que elaborou um projeto de lei depois que o Rio de Janeiro sediou o 3º Congresso Sul-Americano da Criança. Apesar de aprovado e oficializado pelo então presidente da república, Artur Bernardes, o dia 12 de outubro, como data comemorativa, só foi vingar em 1955, por questões comerciais.

É que a responsável por fazer a data ficar marcada na memória da população brasileira foi a fabricante de brinquedos Estrela, que criou uma campanha chamada “Semana do Bebê Robusto”. Utilizando a data que já era oficial, ela desenvolveu ações para aumentar as vendas antes do Natal e a ideia funcionou!

Anos depois, a Johnson & Johnson resolveu apoiar a Estrela, dando ainda mais força ao Dia das Crianças, com o concurso de beleza “Bebê Johnson”, que se tornou um dos mais conhecidos em todo o país. Com o tempo, outros varejistas passaram a aderir à ideia, aproveitando para realizar promoções durante uma semana e até no mês todo, fazendo do Dia das Crianças uma das principais datas do calendário brasileiro.

Por coincidência, a data é a mesma do Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil, sendo então um feriado nacional.

Data universal

De acordo com a cultura e tradição locais, cada país acabou escolhendo uma data diferente para comemorar o Dia das Crianças. Mas, pelo Fundo das Nações Unidas para a Crianças (UNICEF), o dia 20 de novembro é a data universal, porque foi quando a organização oficializou a Declaração dos Direitos Criança, que passou a estabelecer direitos às crianças em todo mundo.

Veja abaixo em qual data é comemorado o Dia das Crianças em outros países do mundo:

Portugal: 1º de junho
Índia: 14 de novembro
Estados Unidos: 1º domingo de junho
Austália: 4ª quarta-feira de outubro
México: 30 de abril
Japão: 5 de maio
China: 1º de junho
Tailândia: 2º sábado de janeiro
Turquia: 23 de abril